Topo

Seu Automóvel


Seu Automóvel

Incêndio no carro: saiba o que fazer e como usar o extintor (se você tiver)

Risco de incêndio é uma das causas frequentes em recalls de automóveis; dá para tentar contê-lo, mas do jeito certo - Moacyr Lopes Junior/Folhapress
Risco de incêndio é uma das causas frequentes em recalls de automóveis; dá para tentar contê-lo, mas do jeito certo
Imagem: Moacyr Lopes Junior/Folhapress

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

09/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Em caso de incêndio, cuidados básicos evitam ferimentos
  • Extintor virou item opcional, mas item pode ajudar a conter as chamas
  • No entanto, equipamento deve ser usado corretamente
  • Projeto de Lei prevê retomar obrigatoriedade do extintor
  • Se for usar, certifique-se que item está dentro da validade

O recall do Chevrolet Onix Plus por risco de incêndio, anunciado esta semana, levanta a questão: como agir caso você seja surpreendido por chamas saindo do seu carro?

A primeira iniciativa que nos vem à cabeça é utilizar o extintor de incêndio. No entanto, ele se tornou opcional há pouco mais de três anos e hoje quase nenhum automóvel novo é comercializado com esse equipamento.

O Onix Plus não foge à regra: nos vídeos que circulam de uma unidade incendiada no Maranhão, o proprietário não utilizou o acessório de segurança para tentar conter as chamas. O carro ficou completamente destruído, mas não houve feridos. A campanha preventiva foi anunciada pela GM na quarta-feira, em seguida ao surgimento do vídeo.

Atualmente, um projeto de lei tramita na CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) prevê o retorno do extintor à lista de equipamentos obrigatórios nos automóveis.

Enquanto isso, nada impede que você adquira e carregue um extintor para surpresas como essa - para que seja eficaz, o item precisa estar dentro da validade e o ideal é que seja do tipo ABC, que pode apagar ou reduzir diferentes tipos de incêndio. No entanto, é necessário saber usá-lo para não aumentar os riscos.

Para checar a validade, verifique se indicador de pressão do extintor está na faixa vermelha. Em caso positivo, é preciso trocar. Também certifique-se de que o lacre está intacto.

Emerson Feliciano, gerente sênior de pesquisa e desenvolvimento do Cesvi Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária), dá orientações para fazer a coisa do jeito certo.

1 - Mantenha a calma

Leo Caobelli/Folhapress
Imagem: Leo Caobelli/Folhapress

A primeira medida, de acordo com o especialista, é estacionar o carro num local seguro e desligar o motor e toda a parte elétrica, como faróis, lâmpadas, kit multimídia e rádio, dentre outros itens que podem ser a origem das chamas. "Em seguida, faça com que todos os ocupantes saiam", ensina.

2 - Sinalize a parada

Shutterstock
Imagem: Shutterstock

Após estacionar, sinalize o veículo com o triângulo para evitar acidentes e até atropelamento por outros carros. "Lembre-se de utilizar o método de velocidade da via para sinalizar da maneira correta. Por exemplo, se a velocidade for de 50 km/h, o motorista deve contar cinquenta passos para trás do veículo", ensina.

3 - Não levante o capô

Caso o princípio de incêndio se manifeste no motor, a reação natural é abrir o capô para conter as chamas. Porém, essa prática não é recomendada. "A entrada de oxigênio no compartimento do motor pode aumentar a quantidade de chamas. Apesar de simples, essa ação pode evitar queimaduras e que o fogo se alastre", destaca o gerente do Cesvi Brasil.

4 - Saiba usar o extintor

Carlos Eduardo de Quadros/Fotoarena/Folhapress
Imagem: Carlos Eduardo de Quadros/Fotoarena/Folhapress

Caso esteja disponível, o extintor de incêndio em geral fica posicionado em um suporte embaixo do banco dianteiro do passageiro, mas pode estar em outro local. Antes de mais nada, remova o lacre para utilizá-lo. Na sequência, mire no foco do incêndio e pressione o gatilho. "Utilize-o sempre mantendo distância segura do fogo", recomenda o especialista.

Se você perceber que o incêndio é maior do que a capacidade do extintor, afaste-se do veículo e chame os bombeiros.

5 - Ligue para o 193

Ainda que aparentemente as chamas tenham sido contidas, recomenda-se acionar o Corpo de Bombeiros pelo número 193. Os profissionais são preparados para avaliar se ainda há riscos de fogo e também para apagar eventuais novos focos de incêndio. Além disso, os bombeiros fornecerão um relatório técnico sobre a ocorrência, fundamental para posteriormente encaminhar pedido de indenização à seguradora. "Você pode precisar desse laudo para uma solicitação de indenização", destaca Feliciano.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Seu Automóvel