Topo

Testes e lançamentos


Novo Land Rover Defender prepara chegada ao Brasil para 2020

Divulgação
Land Rover Defender vai misturar parrudez com alta tecnologia Imagem: Divulgação

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-06-17T09:42:19

17/06/2019 09h42

Resumo da notícia

  • Nova geração do utilitário será apresentada ainda em 2019
  • Modelo icônico chega aos principais mercados no começo de 2020
  • Lançamento no Brasil vai ficar para segundo semestre do próximo ano
  • Prioridade, por ora, é chegada do Novo Evoque ao Brasil
  • Fabricação nacional é grande dúvida

Após passar pouco mais de um ano em "marcha lenta" (lançando apenas atualizações de motor), a Land Rover prepara a chegada de dois modelos fundamentais para suas pretensões no Brasil. De cara, teremos o lançamento da segunda geração do crossover de luxo Range Rover Evoque, que será apresentada ainda esta semana, em São Paulo (SP). Mas o grande desafio será promover a estreia do novíssimo Defender: fontes ligadas à marca apontam que já há mobilização para trazê-lo logo em 2020.

Vamos deixar o Novo Evoque de lado, por enquanto, para tratar do Defender. Há planos para a renovação do modelo icônico da fabricante inglesa há pelo menos dez anos, mas só agora existe um cronograma de fato. O lançamento global do utilitário 4x4 vai acontecer no último trimestre deste ano.

Desenvolvido em Gaydon (Reino Unido), o novo Defender será fabricado, inicialmente, em Nitra (Eslováquia), de onde será exportado para todos os principais mercados. Europa, Estados Unidos e China devem receber o novo Defender em suas lojas a partir de novembro, com abastecimento sendo feito no primeiro trimestre de 2020.

Para o Brasil, a janela ideal deverá ter programa de apresentação, primeiras demonstrações e pré-lançamento no final do primeiro semestre de 2020. Chegada do SUV, porém, só deve ocorrer entre final do terceiro e começo do quarto trimestre do próximo ano.

Novas tecnologias jogam contra preço

Como o Novo Defender adota tecnologias que prometem aliar a robustez clássica do modelo com um rodar mais confortável no asfalto -- suspensão independente, amortecedores pneumáticos auto-ajustáveis, versão eletrificada (ainda há mistério, mas modelo híbrido é cartada certa) --, preço deve ser uma questão.

UOL Carros já apontou que Novo Defender deverá ser bem mais caro que o antigo Defender, aposentado localmente em 2016 custando bem abaixo dos R$ 200 mil. Fontes falam em algo na casa dos R$ 300 mil -- atualmente, Land Rover Discovery Sport e Range Rover Evoque já ocupam o patamar dos R$ 200 mil, sendo que o Defender será mais versátil que primeiro e mais marcante que o segundo.

Caso ocupe este patamar, grande questão é: haverá condições de fabricá-lo na unidade de Itatiaia (RJ)? Ainda não há informações concretas sobre isso: operação local poderia facilitar planos da marca, mas obstáculo do fornecimento de tecnologias é complicador.

Nova geração, novo ciclo

Com testes de mais de 1,5 milhão de quilômetros completados, o Novo Land Rover Defender já passou por situações extremas como o frio abaixo de 40º C no Ártico; calor de 50º C do deserto de Dubai; terrenos atribulados no Quênia; a altitude de 3.000 m das Montanhas Rochosas nos EUA; e condução em alta velocidade no circuito de Nürburgring (Alemanha).

Esta nova geração manterá referências estéticas ao modelo original, com linhas mais "quadradonas", mas com maior semelhança com antigo Discovery do que com Defender. Faróis Full-LED, interior cheio de interfaces digitais e motorização híbrida, porém, darão o tom para o novo modelo.

Mais Testes e lançamentos