Topo

Salão de Xangai


Volkswagen I.D. Roomzz é SUV elétrico de três fileiras revelado na China

Ricardo Ribeiro

Colaboração para o UOL, de Portugal

17/04/2019 07h00

Resumo da notícia

  • Maior modelo da linha I.D. começa a ser vendido na China
  • Chega às lojas acontece em 2021
  • SUV elétrico transporta até sete pessoas
  • Potência de 306 cv e autonomia de 450 km são carecterísticas

A Volkswagen apresentou o protótipo I.D. Roomzz, um utilitário esportivo elétrico de grande porte, que dará origem a um modelo de produção. Ele apareceu em evento da marca em aquecimento ao Salão do Automóvel de Xangai.

Segundo a montadora, o modelo de série "chegará inicialmente ao mercado chinês em 2021" para brigar na categoria dos SUVs de cinco metros de comprimento. Para isso, o Roomzz já aparece com três fileiras de assentos e é o maior modelo da nova família de elétricos da VW.

A VW já apresentou outros quatro conceitos da família )I.D.: Crozz (crossover), Vizzion (sedã), Buzz (parente moderna da Kombi, prometida para 2022) e I.D. (hatch médio, esperado para o Salão de Frankfurt, em setembro). Este último seria o elétrico de maior volume e tem vendas previstas para 2020.

Faz sentido que a estreia do Roomzz seja na China, onde chegará primeiro e deve ter o seu maior volume de vendas. O país é hoje o maior mercado de veículos elétricos e tem gosto por veículos grandes.

Com bateria de 82 kWh, promete 450 km de autonomia. Em uma estação de recarga rápida, meia hora é suficiente para obter 80% da capacidade. São dois motores elétricos, que entregam potência combinada de 306 cv e tração integral.

Como outros conceitos da linha I.D., Roomzz tem portas nada convencionais - Divulgação
Como outros conceitos da linha I.D., Roomzz tem portas nada convencionais
Imagem: Divulgação

Condução autônoma

De acordo com a Volkswagen, o I.D. Roomzz traz evoluções dos sistemas que compõem o IQ Drive e pode rodar de forma totalmente autônoma (nível 4), ao ser selecionado o modo Pilot. O IQ Drive é uma melhoria e a integração dos sistemas de assistências ao motorista, que deixou o Novo Passat semi-autônomo (nível 2).

A presença do ID Pilot no protótipo confirma as informações iniciais de que modelos da família I.D. devem chegar com condução autônoma de níveis mais avançados, ao menos como opcional, como ocorre na Tesla.

O protótipo tem assentos individuais, com configurações personalizadas e rotação de até 25 graus. No modo autônomo, podem deitar como poltronas de avião de classe executiva. Um painel digital em vidro e o volante são integrados em uma peça única. A cabine é minimalista e não há aquela divisão tradicional entre motorista e passageiro. O duto central também foi eliminado. Muitos recursos, porém, podem ser simplificados na versão final.

Salão de Xangai