PUBLICIDADE
Topo

Pneu careca: tudo o que você precisa saber para o seu carro

Divulgação
Imagem: Divulgação

Fernando Miragaya

Colaboração para o UOL

28/01/2021 10h07

Os pneus são partes fundamentais da segurança veicular. Eles não só garantem a aderência do carro com o chão, como também ajudam o sistema de suspensão do carro, amortecendo as vibrações provocadas pelo rodar do automóvel. Fora das condições de uso, os pneus podem comprometer a estabilidade e provocar acidentes.

Os riscos são maiores com os pneus carecas. São peças que já estão longe de suas características originais e não garantem o atrito da borracha com o solo. Nestas situações, o carro perde o poder de aderência em frenagens e curvas, e pode derrapar - sem falar que em situações extremas o pneu pode estourar. Além disso, pneu careca é infração grave de multa e passível de multa e retenção do veículo.

Saiba tudo sobre pneu careca

Como avaliar o estado dos pneus?

Faça uma checagem visual em cada um dos pneus pelo menos uma vez por semana. Observe se não há partes lisas, ou seja, se os sulcos e frisos estão sem áreas com desgastes excessivos. Também observe eventuais rasgos nas bandas de rodagem e se não surgiram pequenas bolhas nas laterais da borracha.

Fique atento também à marcação TWI, que tem de estar legível e à calibragem do pneu. A propósito, calibre-os uma vez por semana, com o carro ainda frio e de acordo com a pressão indicada pelo fabricante - que pode ser encontrada na tampa do porta-luvas, na dobradiça das portas, no bocal do tanque ou no Manual do Proprietário, dependendo do carro.

Repita o processo na semana seguinte e observe se um pneu esvaziou mais que os outros no período. Pode ser indicativo de algum problema na peça ou mesmo na válvula.

Como saber se o pneu está bom?

Um pneu em condições de funcionamento não pode ter áreas lisas, ou com os frisos com pouca profundidade, o que indica que não haverá aderência adequada entre a borracha e o asfalto.

Para saber se esses sulcos estão na profundidade correta, é possível usar uma moeda de R$ 1. A borda dourada do níquel tem o exato 1,6 mm de espessura mínima. Ou seja: se o dourado ficar muito à mostra, o pneu já não está bom.

O que caracteriza um pneu careca?

A resolução 558 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) prevê que os pneus devem ter sulcos com a profundidade mínima de 1,6 milímetro. É chamado de careca o pneu cujos sulcos da banda de rodagem perderam esta a profundidade e estejam "rasos".

Desta forma, aqueles frisos que costumamos ver no pneu praticamente somem e não se tem o atrito correto da borracha com o solo necessário para a aderência do pneu, o que compromete a segurança veicular e a estabilidade do automóvel.

Qual a infração para pneu careca?

Rodar com pneu careca é infração grave, segundo o Artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A multa prevista é de R$ 195,23, com cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Detalhe é que estepe careca também é passível de punição.

O que fazer com o pneu careca?

Basta deixar com um revendedor oficial de pneus, que é parte responsável neste processo de descarte da borracha. As principais fabricantes do setor criaram uma entidade chamada Reciclanip, que realiza um trabalho de coleta e destinação de pneus, e que promete dar um fim (ou recomeço) ecologicamente correto e sustentável às peças usadas.

Pode guinchar veículo com pneu careca?

O agente de trânsito ou autoridade policial que observar um pneu careca no veículo pode, além de aplicar multa, deixar o carro retido até que o proprietário ou responsável efetue a reposição por peças em condições de uso. O veículo não pode ser rebocado justamente pelo estado dos pneus.

O que é pneu liso?

Os pneus lisos no universo automobilístico são utilizados pelos bólidos de corrida para pisos secos, porque oferecem maior área de contato com o solo, o que contribui para uma melhor performance na pista. Porém, o pneu liso em um automóvel de passeio não é uma definição tão nobre.

É quando o pneu está tão careca que não há mais qualquer ranhura ou friso na borracha. Ou seja, o pneu já perdeu todas as suas propriedades de atrito com o solo.

Como saber se o pneu da moto está careca?

De acordo com o Contran, a profundidade mínima dos sulcos de um pneu de motocicleta é de 1 mm. Então vale também uma atenta inspeção visual. Se a espessura estiver muito rasa, é hora de trocar a peça por uma nova. Fique atento também à marcação TWI, a bolhas e cortes na borracha, ou a desgastes irregulares entre os pneus.

Como identificar o TWI do pneu?

A sigla TWI, de Tread Wear Indicator, fica no fundo dos sulcos dos pneus. São três letrinhas que indicam o nível de desgaste da banda de rodagem. Se a borracha já encostou nas letras, é o sinal para fazer a troca.