PUBLICIDADE
Topo

Mora nos Clássicos

Como um trio de carros futuristas da Alfa Romeo foi arrematado por R$ 85 mi

Rodrigo Mora

O blog Mora nos Clássicos contará as grandes histórias sobre as pessoas e os carros do universo antigomobilista. Nesse percurso, visitará museus, eventos e encontros de automóveis antigos - com um pouco de sorte, dirigirá alguns deles também.

Colunista do UOL

29/10/2020 08h40

(SÃO PAULO) - Os três conceitos Berlina Aerodinamica Tecnica, conhecidos como B.A.T. 5, 7, e 9, foram arrematados por US$ 14,8 milhões (R$ 85,3 milhões) durante o Contemporary Art Evening Auction, realizado ontem pela RM Sotheby's, em Nova York (EUA). A casa de leilões projetava valores entre US$ 14 milhões e US$ 20 milhões.

Encomenda da Alfa Romeo para o estúdio Bertone, os B.A.T. têm como base o modelo 1900 S, mas não foram feitos para rodar. A intenção era analisar os efeitos do design na redução do arrasto aerodinâmico.

Alfa Romeo BAT perfil - Divulgação  - Divulgação
B.A.T. 5 (cinza), B.A.T. 7 (azul) e B.A.T. 9 (prata)
Imagem: Divulgação

Franco Scaglione - cujo currículo enfileira serviços prestados a Maserati, Lamborghini e Aston Martin, entre outras - foi quem desenhou os conceitos, "possivelmente os melhores exemplos de carros como obras de arte e representam a grande engenhosidade criativa que marca a Itália do pós-guerra e a vanguarda europeia neste período da história", nas palavras de David Galperin, chefe de leilões de arte contemporânea da Sotheby's.

Alfa Romeo B.A.T. 5 - Divulgação  - Divulgação
Alfa Romeo B.A.T. 5
Imagem: Divulgação

O B.A.T. 5 surgiu no Salão de Turim de 1953 e, segundo a Sotheby's, tinha "o fluxo de ar como a essência de como desenvolver as linhas do veículo".

Alfa Romeo B.A.T. 7 - Divulgação  - Divulgação
Alfa Romeo B.A.T. 7
Imagem: Divulgação

Na edição seguinte do evento foi a vez do B.A.T. 7, que enfatizava características do conceito anterior, estreitando as entradas de ar dianteiras, abaixando o capô em mais de cinco centímetros e alongando as barbatanas traseiras. Resultado mais relevante foi o coeficiente aerodinâmico de 0,19 cx, alcançado naqueles tempos sem o auxílio de túnel de vento.

Alfa Romeo B.A.T. 9 - Divulgação  - Divulgação
Imagem: Divulgação

Em 1955 foi apresentado o B.A.T. 9, uma interpretação do que seria, na prática, um modelo destinado a longas viagens. Barbatanas foram reduzidas e saias das rodas traseiras, eliminadas. Neste conceito, a identidade da Alfa Romeo era evidenciada pela grade frontal emprestada do Giulietta.

Alfa Romeo BAT trio - Divulgação  - Divulgação
B.A.T. 5 (cinza), B.A.T. 7 (azul) e B.A.T. 9 (prata)
Imagem: Divulgação

Depois de suas respectivas apresentações, o trio foi vendido separadamente. Voltaram a se juntar no Pebble Beach Concours d'Elegance de 1989, ocasião em que reencontraram também Nuccio Bertone, dono do estúdio de design e quem havia supervisionado a construção dos conceitos.

Alfa Romeo B.A.T. 5,7 e 9 - Divulgação  - Divulgação
Alfa Romeo B.A.T. 5,7 e 9
Imagem: Divulgação

Pouco depois, o ex-proprietário adquiriu individualmente cada carro. Restaurados, foram mantidos como trio desde então, fazendo nos últimos 30 anos aparições públicas pontuais.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL