PUBLICIDADE

Topo

Casa e decoração

'Quarto e cozinha' que sobreviveu à guerra vira apê completo com 21 m²

Giovanny Gerolla

Do UOL, em São Paulo

25/06/2015 07h01Atualizada em 20/12/2016 16h18

Originalmente, quem morasse neste edifício do início do século 20, em Berlim, precisaria usar um banheiro comunitário do prédio, externo às unidades. Anos mais tarde, as reformas começariam: um dos moradores, por exemplo, abriu mão da cozinha, que foi transformada em banho com toalete, usando os antigos pontos de hidráulica.

Para a obra que foi finalizada em março deste ano, porém, a ideia era criar um apê completo com quarto, sala, cozinha e banheiro na metragem que não ultrapassava os 21 m². Assim, o projeto para reforma deste imóvel no distrito de Moabit incorporou não só o desafio de modernizar as dependências que sobreviveram à destruição na Segunda Guerra Mundial, como também repensar suas funções, aliando-as a alguns elementos históricos da velha construção em estilo Art Nouveau.

Alto e encaixado

A grande sorte dos arquitetos dos escritórios Spamroom e Johnpaulcoss foi a existência do extenso pé-direito, que possibilitou o aproveitamento vertical dos espaços, “empilhando” funções. A altura permitiu erguer armários generosos na sala e na cozinha, um guarda-roupa e, até, a cama, pensada para o mezanino metálico que liberou espaço para a criação da área de estar.

Se antes havia dois dormitórios muito pequenos e separados por uma parede, agora tudo está integrado e a única divisória existente é a porta de correr que dá acesso ao banheiro, a partir do corredor de entrada. 

O banheiro, aliás, é o elemento estratégico da obra: em uma caixa metálica central, ele ‘limita’ corredor de acesso, living e cozinha. Encaixado, o banheiro não atinge a altura total do pé-direito e, em parte sobre ele, o mezanino acomoda o dormitório.

Este vão sobre a cobertura do banheiro possibilitou, ainda, a instalação de uma claraboia que distribui (para o interior do quase-cubículo) a luz que entra pelos janelões da cozinha. Porém, a ventilação é artificial, através de exaustores. 

Compartilhe o encanamento

Do lado de "fora", a cozinha, apesar de muito reduzida, tinha de abrigar itens básicos como pia e fogão. Tudo foi embutido na marcenaria, cuja altura se limita à da caixa metálica do banheiro. A "sacada" do projeto está exatamente em centralizar e compartilhar as instalações hidráulicas.

“O objetivo era transformar o apartamento com ‘layout’ desconfortável, desproporcional e transitório em um espaço de luz, bem estruturado e com sobreposição de funções , dentro dos limites de um quarto individual”, afirma Paola Bagna, arquiteta da Spamroom.  O microapê é um bom modelo para a reestruturação de espaços apertados (mesmo os novos), cada vez mais comuns em nossas cidades.

Ficha técnica

Microapê em Berlim, Berlim, Alemanha

Projeto de Spamroom + Johnpaulcoss

Detalhes do projeto
  • Conclusão da Obra março/ 2015
  • Projeto Spamroom + Johnpaulcoss
  • Projeto de Arquitetura Spamroom + Johnpaulcoss
  • Projeto Estrutural - Aço Noé Metal+Design
  • Construção Inhouse Berlin

Casa e decoração