PUBLICIDADE

Topo

Diversidade

Família faz 'chá revelação atrasado' para adolescente não-binário

"Queríamos anunciar que erramos há 17 anos quando dissemos ao mundo que teríamos uma menininha", escreveu a mãe - Sarah McBride
"Queríamos anunciar que erramos há 17 anos quando dissemos ao mundo que teríamos uma menininha", escreveu a mãe Imagem: Sarah McBride

De Universa, em São Paulo

24/07/2020 19h12

Love Gwaltney teve uma atitude emocionante quando soube que seu filho é não-binário: organizou uma sessão de fotos para comemorar o "chá revelação" do gênero de Grey.

"Queríamos anunciar que erramos há 17 anos quando dissemos ao mundo que teríamos uma menininha, e chamamos essa criança de McKenzie", escreveu a mãe ao divulgar as fotos no Facebook.

"Então, queremos apresentar o nosso FILHO: Grey. Ele é muito parecido com qualquer outro menino nerd de 17 anos, fica acordado até tarde jogando videogame, odeia tomar banho e come muita besteira."

A mãe contratou a fotógrafa Sarah McBride para tirar as fotos. Love contou com a ajuda de Grey e do marido, Brandon, para organizar o chá revelação na casa da família em Ohio (EUA).

Conforme Grey pediu, eles posaram ao lado de balões nas cores da bandeira não-binária: amarelo, branco, roxo e preto.

Na legenda, a mãe explicou que as expectativas sobre o gênero da criança às vezes causam mais frustração que alegria:

"Às vezes, a criança que você chamou de menina não se sente uma menina. Às vezes essa criança dissocia quem ela é do corpo que ela tem, e às vezes isso se traduz em disforia corporal ou questões de autoestima, e fica por isso mesmo. Mas às vezes, essa criança cresce se sentindo uma pessoa completamente diferente, e se você tiver sorte, ela se abre e conta a verdade, não importa o quão assustador possa parecer."

Diversidade