PUBLICIDADE

Topo

Carreira e finanças

Aeromoças da Japan Airlines não são mais obrigadas a usar salto alto e saia

Aeromoças da Japan Airlines - Anadolu Agency / Getty Images
Aeromoças da Japan Airlines Imagem: Anadolu Agency / Getty Images

De Universa, em São Paulo

27/03/2020 14h32

A companhia de aviação Japan Airlines anunciou ontem que vai liberar suas funcionárias da obrigação de usar salto alto e saias para trabalhar.

A medida entra em vigor já na próxima quarta-feira (1º) e segue o movimento #KuToo, que luta para que empresas japonesas flexibilizam os dress codes que obrigam mulheres a trabalhar de salto alto.

O #KuToo foi iniciado pela atriz e ativista Yumi Ishikawa, que reclamou que era obrigada a usar salto alto quando trabalha em uma funerária.

"Essa vai ser a primeira vez que vamos introduzir o uso de calças e dar novas opções de calçados", disse um porta-voz da empresa à Reuters.

Virgin Airlines

No último dia 5, a companhia aérea Virgin Atlantic, do Reino Unido, acabou com a exigência de maquiagem para as comissárias de bordo e passou a adicionar calças às opções de uniforme padrão.

"Não apenas as novas diretrizes oferecem um nível maior de conforto, elas também oferecem à nossa equipe mais opções sobre como querem se expressar no trabalho", disse Mark Anderson, vice-presidente executivo da companhia aérea, à CNN.

Carreira e finanças