Topo

"Cadeira para bissexuais" de brasileira é produzida por americano; entenda

Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook

Marcos Candido

De Universa

02/09/2019 15h28

Era para uma brincadeira, mas o desenho de uma 'cadeira para bissexuais' feito por uma brasileira viralizou na internet e tornou-se realidade nos Estados Unidos. Nesta semana, um pai no estado de Iowa criou uma versão real da cadeira para dar de presente à filha, que é bissexual não-binário.

"Comecei a ver que muitas outras línguas passaram a compartilhar minha imagem no Facebook", explica a paranaense Marina Matiazi, 34.

Desenho de cadeira (foto) foi feito em 15 minutos em um bloquinho de papel - Reprodução/Instagram
Desenho de cadeira (foto) foi feito em 15 minutos em um bloquinho de papel
Imagem: Reprodução/Instagram

Entre as notificações em idioma estrangeiro estava o pedido de um americano para reproduzir a cadeira. A única restrição de Marina é que o objeto não fosse comercializado. "Ou eu acharia justo também receber a minha parte", diz.

Foto da cadeira reproduzida por americano bomba nas redes sociais

Explicando a piada

A 'cadeira para bissexuais' é uma piada de internet sobre como pessoas bissexuais não sentam direito. "Tem até testes na internet do tipo 'encontre o bissexual' em uma foto em grupo e com famosos que são abertamente bissexuais. É realmente engraçado quando você repara que isso acontece", explica.

A artista Má Matiazi (foto), formada em escultura pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. - Reprodução/Instagram
A artista Má Matiazi (foto), formada em escultura pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná.
Imagem: Reprodução/Instagram

A arte foi acompanhada pela frase "designed for people who cant' sit straight", ou "pensada para quem não consegue sentar com uma postura reta". Em inglês, "straight" significa algo que está "em linha reta" e também uma pessoa heterossexual. "Eu sou uma pessoa que gosta de fazer esses trocadilhos", diz a artista com sotaque curitibano.

Sucesso internacional

O desenho feito em quinze minutos foi publicado em julho nas redes sociais. Nas últimas semanas, foi parar em fóruns como o Reddit e compartilhado no Twitter. A foto da versão real, tirada em Iowa no início de agosto, aproxima-se do 4 mil compartilhamentos no Facebook. Marina deu até entrevistas a veículos estrangeiros sobre o tema.

A artista, porém, mantém relacionamento com um homem e nunca se relacionou com uma mulher. "Minhas amigas dizem: não é por que você nunca ficou com uma mulher, que você não sinta [atração]", diz. "Então posso dizer que sou uma bissexual não praticante".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Diversidade