PUBLICIDADE

Topo

Carreira e finanças

O que pesar na hora de decidir entre o emprego atual e uma nova proposta?

Para os especialistas, a remuneração deve ser levada em conta, mas não deve ser o fator crucial - Thinkstock
Para os especialistas, a remuneração deve ser levada em conta, mas não deve ser o fator crucial Imagem: Thinkstock

Andrezza Czech

Do UOL, em São Paulo

23/07/2012 07h15

Você estava em um dia normal de trabalho quando, de repente, recebe um convite para uma entrevista de emprego. Se você já estava insatisfeito, não há dúvidas. Mas e se estava feliz, o que fazer? "Vá à entrevista para conhecer gente. Isso não significa que você tem de aceitar", diz a coach Daniela do Lago, mestre em comportamento organizacional. "Ouvir não custa nada, o máximo que vai acontecer é ser uma proposta que não te agrada, você agradece e a vida segue".

Para a coach e consultora organizacional Izabel Failde, o essencial é ter coerência na hora de decidir e equilíbrio para ponderar os prós e contras de cada empresa. "Resoluções tomadas a partir de situações desconfortáveis passageiras podem comprometer carreiras promissoras", afirma Izabel. O UOL Comportamento conversou com especialistas para saber o que é importante pesar quando se cogita trocar de emprego.

Como sair da empresa e deixar "portas abertas"
Se você decidir trocar de emprego, é fundamental fazer o máximo para sair do atual da melhor maneira possível --afinal, um dia você pode precisar dele novamente. Para a coach Daniela do Lago, o ideal é marcar uma reunião com seu chefe e comunicar a demissão com calma, e sem aproveitar a deixa para criticar a corporação. "Aborde os pontos que te fizeram mudar de forma madura. Agradeça o período de aprendizado e deixe muito claro que foi muito produtivo trabalhar com seu gestor e a equipe", afirma. Para ela, o mais importante depois de comunicada a demissão é esperar ao menos uma semana para mudar de emprego, assim, é possível passar as atividades em andamento para outros funcionários ou treinar outra pessoa para o seu lugar . 

Para não correr o risco de pedir demissão e ficar sem emprego nenhum, Daniela recomenda que o chefe só seja avisado da demissão quando você tiver um documento por escrito que comprove que a nova empresa irá contratá-lo. "Nunca peça demissão se ainda estiver em um processo seletivo. Tenha um documento com data de início, salário e cargo. Se possível, faça o exame admissional antes de avisar seu atual chefe que irá sair". 

Carreira e finanças