Topo

Huawei lança smartphone dobrável na China custando a partir de US$2.400

23/10/2019 10h06

SHENZHEN/XANGAI (Reuters) - A Huawei [HWT.UL] começou nesta quarta-feira a receber encomendas de seu aguardado smartphone dobrável, conforme intensifica o marketing em seu mercado doméstico para compensar as fracas vendas no exterior em meio a sanções comerciais dos EUA.

O lançamento do smartphone 5G Mate X foi adiado duas vezes este ano, já que a Huawei, a segunda maior fabricante mundial de smartphones, foi forçada a lidar com as interrupções no fornecimento de tecnologia causadas pela inclusão na lista negra do comércio dos EUA imposta à empresa em maio.

A medida afetou as vendas de smartphones da Huawei na Europa, seu principal mercado no exterior, mas a empresa viu sua receita no terceiro trimestre aumentar 27%, graças às vendas sólidas na China e ao aumento das vendas de modelos lançados antes da proibição de maio.

O novo smartphone, um concorrente do Galaxy Fold da Samsung, será lançado oficialmente em 15 de novembro na China a preços a partir de 16.999 iuanes (2.403 dólares), disse um porta-voz da Huawei.

Seu plano de lançamento global permanece em análise, disse a Huawei.

He Gang, chefe da divisão de celulares da Huawei, disse nesta quarta-feira que a empresa já vendeu mais de 200 milhões de celulares até agora em 2019, atingindo esse marco mais de dois meses antes do que em 2018.

O 5G Mate X da Huawei iria originalmente lançar em junho, mas a empresa atrasou, dizendo que estava executando testes de certificação com várias operadoras.

(Por David Kirton em Shenzhen e Brenda Goh em Xangai)

((Tradução Redação São Paulo; 55 11 56447727))

REUTERS PS PAL

Tilt