PUBLICIDADE
Topo

'Uma explosão de felicidade': grávida viraliza com ensaio feito no celular

Casal improvisou ensaio fotográfico de gestante na própria casa com celular e lençóis azuis - Arquivo pessoal
Casal improvisou ensaio fotográfico de gestante na própria casa com celular e lençóis azuis Imagem: Arquivo pessoal

Rosália Vasconcelos

Colaboração para Tilt, no Recife

09/09/2021 04h00Atualizada em 09/09/2021 13h00

Uma câmera de celular simples na mão e um sentimento na cabeça. Foi parafraseando o cineasta Glauber Rocha que o casal Adenes da Silva Estevão, 27, e Mayra Morais dos Santos, 18, viralizou nas redes sociais recentemente com as fotos de um ensaio fotográfico improvisado de gestante.

MC Flamenguinho, como Adenes é conhecido, queria atender ao desejo da esposa, agora mãe do pequeno Arthur, que nasceu nesta quinta-feira (9). Sem dinheiro para investir em ensaio profissional, ele pegou o celular Galaxy J7 Prime (que fica na categoria de smartphones básicos da Samsung) e colocou o lado artístico para jogo.

Sua publicação no Twitter com o resultado das fotos já tem mais de 77,6 mil interações. "Peguei uns lençóis, uma xuxinha e meu celular j7 prime e em casa msm fiz o ensaio", diz a legenda da publicação, feita no último dia 18 de agosto.

Menos de 24 horas depois de entrar no ar, a postagem viralizou. Atualmente, soma 5,6 mil compartilhamentos. "Não esperava essa repercussão", disse MC Flamenguinho a Tilt. "Estou sentindo uma explosão de felicidade", acrescentou Mayra diante da repercussão.

A jovem tem uma filha de dois anos e possui poucos registros da barriga da primeira gravidez. Por isso, o desejo de fazer fotos para guardá-las como lembrança da segunda gestação cresceu.

"Pesquisamos os valores de um ensaio fotográfico profissional, mas nenhum a gente podia pagar", disse a mãe, que trabalha como atendente em uma lanchonete no Rio de Janeiro. O marido trabalha como barbeiro.

O registro de um momento único

Flamenguinho contou a Tilt que aproveitou um dia de folga para realizar o sonho da esposa. Além de idealizar o cenário e as vestimentas, improvisou ainda um tripé de câmera com uma cadeira, para conseguir participar das fotos.

"A ideia inicial não era publicar as fotos nas redes sociais. Tanto que postei sem edição, do jeito que foram feitas, um dia depois. Quase 24 horas depois, meu celular não parava de notificar e eu não acreditei que minha postagem estava bombando na internet", relata Flamenguinho.

Após a repercussão, o casal, que só tinha perfil no Twitter, abriu, cada um, uma conta no Instagram. MC Flamenguinho ganhou em poucas semanas mais de oito mil seguidores na rede de Zuckerberg e Mayra soma mais de 3,7 mil.

"No início, fiquei com vergonha de fazer o ensaio. Depois, foi ficando divertido. Quando vi o resultado das fotos, achei muito bonito. E com a repercussão, fiquei nervosa e emocionada porque não esperava", declarou a jovem.

Fotos falam de amor e empoderamento negro

Depois do sucesso da postagem na internet, MC Flamenguinho e Mayra ganharam três ensaios fotográficos profissionais e uma dezena de propostas, inclusive para fazer um álbum de fotos de recém-nascido.

Para o casal, o motivo de tanta repercussão não é só a foto pela foto. O relato que viralizou envolve amor e companheirismo de um homem negro da periferia que trouxe ainda mais notoriedade ao post, afirmam.

"Muitos jovens negros e de periferia abandonam suas mulheres grávidas. Eu escolhi fazer diferente. E não apenas diferente pedindo um ensaio, mas me esforçando para que ele acontecesse independentemente de nossa situação", conta o barbeiro, que tem recebido alguns pedidos para que ele fotografe outras gestantes.

O fotógrafo pernambucano Ronald Santos Cruz (soma 84,1 mil seguidores no Instagram) foi o responsável por um dos ensaios profissionais do casal. O convite aconteceu por intermédio dos administradores da página no Instagram @pretitudes, que trabalha para fortalecer e empoderar a população negra. O perfil compartilhou a postagem dos pais do pequeno Arthur e ajudou ainda mais a viralizar as fotos.

Para o profissional, isso mostra o quanto a representatividade negra é necessária. "Nossos corpos não são vistos. E MC Flamenguinho chega para fotografar sua esposa negra em um país com tantas mães solo. Muitos se sentiram representados com o gesto dele", ressalta o fotógrafo.

Na avaliação de Ronald, mesmo com um equipamento com pouca tecnologia para imagem, Flamenguinho e Mayra conseguiram fazer registros de "uma pureza incrível".

"Ele mostra que é possível fazer grandes coisas com boas intenções. E mesmo com minha câmera profissional, eu jamais conseguiria chegar à perfeição das imagens que ele retratou de sua esposa", acrescentou.

Futuro fotógrafo?

Para Flamenguinho, a repercussão de sua postagem e de suas fotos foi uma grande surpresa. "Eu nunca pensei em trabalhar com fotografia. Desde criança sonho em ser artista, em ser MC. Mas talvez a fotografia me espere no futuro próximo", disse o jovem, que além de um novo celular, já ganhou também o enxoval do filho Arthur.

"Vejo uma grande oportunidade para ele [o pai de seu filho], porque ele leva jeito para a fotografia", disse Mayara, orgulhosa.