Topo

Por que o iPhone só me dá exatos 9 minutos de soneca?

"Desperta você / Deixa você tirar uma soneca / Desperta você de novo", dizia a propaganda do Telechron 7H241, de 1956 - Reprodução/telechron.net
"Desperta você / Deixa você tirar uma soneca / Desperta você de novo", dizia a propaganda do Telechron 7H241, de 1956 Imagem: Reprodução/telechron.net

Rodrigo Lara

Colaboração para o UOL, em São Paulo

07/04/2019 04h00

Quem utiliza um iPhone como despertador certamente já usou o recurso "adiar alarme" para conseguir alguns minutinhos a mais de sono - que, normalmente, parecem indispensáveis para um dia agradável. É um recurso prático, ainda que exija um pouco mais de coordenação do que o botão de soneca ("snooze", em inglês) dos antigos relógios digitais de cabeceira.

Agora, mesmo que você seja um usuário frequente desta função, talvez não soubesse o tempo que tem para dar uma "piscada" até o próximo alarme, já que essa informação não consta na interface do iOS. No sistema, ao contrário do Android, não há nem sequer a opção de ajustar o tempo da soneca.

Como indica o título da matéria, o tempo de adiamento do alarme de aparelhos com iOS é de nove minutos. Mas por que nove, e não cinco ou dez?

Herança distante

Primeiramente, vale lembrar quando a função surgiu nos relógios. Foi em 1956, com o lançamento do relógio de mesa Telechron 7H241, da General Electric.

O funcionamento desses aparelhos era mecânico e envolvia engrenagens. Para criar a função, era preciso criar uma engrenagem que se encaixasse perfeitamente no mecanismo pré-existente do relógio.

Por conta das circunstâncias mecânicas daquele relógio de mesa, a empresa só tinha duas alternativas: a função soneca poderia durar pouco mais que nove minutos ou pouco mais que dez minutos.

A decisão pelos pouco mais de nove minutos se deu porque alguns estudos mostravam que dez minutos poderiam bastar para reconduzir a pessoa a um estado de sono profundo.

E, convenhamos: nada seria pior para a publicidade de um alarme do que fazer seus usuários perderem compromissos, não é mesmo? A partir daí, criou-se um padrão de tempo de soneca pouco questionado pela indústria.

Isso persistiu mesmo com a chegada dos relógios digitais - algo um tanto sem sentido, já que a tecnologia desses aparelhos permitiria programar uma soneca pelo tempo que fosse. E, como vimos, até mesmo nos modernos iPhone o padrão de nove minutos se conservou.

Ainda que não seja possível ajustar o tempo de soneca no iPhone e no iPad, há uma forma de driblar essa limitação.

O procedimento é bem simples: na hora de programar um alarme no app de relógio nativo desses aparelhos, basta desativar a opção "Adiável", como mostra a imagem abaixo.

Opção "Adiável" no alarme do iOS - Reprodução
Opção "Adiável" no alarme do iOS
Imagem: Reprodução

Depois disso, basta criar outros alarmes em sequência, com o intervalo de minutos desejado.

Sequência de alarmes pré-programada no iOS - Reprodução
Sequência de alarmes pré-programada no iOS
Imagem: Reprodução

Dessa forma, você terá uma sequência de alarmes pré-programada, e poderá desativar os alarmes um a um, como se usasse a função soneca. Só não vai perder a hora, hein!

Mais Curiosidades de ciências