Topo

Aplicativo grátis transforma celular velho em câmera de segurança

Reprodução
Imagem: Reprodução

Rodrigo Lara

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/01/2019 04h00

Você tem um smartphone velho em casa e não sabe o que fazer? Uma boa dica é transformá-lo em uma câmera de segurança sem fio. Assim, ele pode funcionar como babá eletrônica, para checar como o seu pet está se comportando quando você não está em casa ou para detectar movimentos e filmar possíveis invasores. 

A ideia pode parecer complicada, mas na verdade é algo bastante simples. Basta que você tenha um celular com uma câmera traseira que funcione. 
 
O primeiro passo é conectar o aparelho que vai servir como câmera em sua rede wi-fi. Em seguida, é preciso baixar um app para "transformá-lo" em câmera. Uma boa opção é o Alfred, disponível tanto para celulares Android quanto iOS. Trata-se de um aplicativo gratuito e simples de usar.

VEJA TAMBÉM

Ele também oferece opções pagas, para quem quer funcionalidades extras como vídeo em alta definição, capacidade de dar zoom nas imagens e armazenamento dos vídeos na nuvem por 30 dias (R$ 7,91 ao mês por 12 meses) ou, simplesmente, para quem quer remover os anúncios do app (pagamento único de R$ 51,99).
  
O Alfred deve ser instalado tanto no celular que servirá de câmera quanto naquele que "assistirá". E, em ambos os aparelhos, será necessário fazer login utilizando as mesmas credenciais. 
 
Uma vez conectados, o app já estará funcionando. A partir daí, é possível configurar algumas funções, como detectar movimentos, criar um grupo de pessoas habilitadas a ver as imagens e determinar senha.
 
Vale lembrar que o app permite que vários celulares sejam usados como câmeras, o que garante uma cobertura ampla para a sua casa, por exemplo. 
 
Uma vez que o aplicativo esteja configurado, é chegada a hora de determinar onde os celulares ficarão posicionados. Uma dica é utilizar tripés ou suportes automotivos, de maneira a deixar o aparelho firme em uma posição.
 
Leve em conta também o ângulo da câmera, evitando que a imagem tenha partes cobertas ou pontos cegos. Posicionar o celular em cantos e em uma posição mais alta, apontando ligeiramente para baixo, é o ideal.
 
Outro aspecto importante é a proximidade com uma tomada. Como o celular utilizado como câmera ficará um bom tempo ligado, o ideal é que ele fique conectado a uma fonte de eletricidade. 
 
Vale a pena, portanto, investir em um cabo mais longo, o que dará uma flexibilidade maior na hora de escolher onde o smartphone ficará.

#DicasdeTec: Como baixar vídeos do YouTube no PC

UOL Notícias

Eletrônicos (in)úteis, robôs e mais bugigangas...

Gadgets que queremos

Mais Tilt