Topo

De novo? Bug do Facebook pode ter exposto fotos de milhões de usuários

Até 1,5 mil aplicativos podem ter acessado a fotos que não deviam - Getty Images
Até 1,5 mil aplicativos podem ter acessado a fotos que não deviam Imagem: Getty Images

Rodrigo Trindade

Do UOL, em São Paulo

14/12/2018 14h06

O Facebook aguarda ansiosamente o fim de 2018, porque parece que cada semana do ano trouxe uma nova falha da empresa. Nesta sexta-feira (14), a rede social usou seu canal de comunicação com desenvolvedores para revelar que uma falha na API de fotos que deixou expostas as imagens postadas por até 6,8 milhões de usuários.

Segundo o comunicado da própria empresa, o bug só foi corrigido depois de 12 dias, dando mais acesso do que foi autorizado pelos usuários a aplicativos terceiros. A empresa diz que até 1,5 mil apps de 876 desenvolvedores podem ter explorado essa brecha.

Além das fotos da linha do tempo, que são as que o usuário aprova (ou não) o acesso, imagens compartilhadas no Marketplace e nos Stories do Facebook também ficaram disponíveis para visualização dos aplicativos. Mais do que isso, fotos que as pessoas fizeram o upload no Facebook, mas optaram não publicar, também foram afetadas pelo bug.

Facebook já tem ferramenta para avisar afetados por bug - Reprodução
Facebook já tem ferramenta para avisar afetados por bug
Imagem: Reprodução

Se você está curioso para saber se foi afetado, o Facebook disponibilizou este link como um acesso fácil a essa informação. Aqueles que não forem atrás também serão notificados, caso estejam entre os potenciais afetados pelo problema.

O período em que as fotos ficaram vulneráveis foi entre os dias 13 e 25 de setembro deste ano. A empresa pediu desculpas por mais uma falha em 2018 e avisou que irá dar ferramentas para que desenvolvedores confiram quais dos seus usuários foram afetados pelo bug. Além disso, o Facebook diz que trabalhará com os desenvolvedores para que as fotos acessadas irregularmente sejam deletadas.

O procedimento é parecido com o que a empresa realizou em outubro, quando ela disponibilizou uma ferramenta para que qualquer usuário checasse se teve informações expostas a hackers após enorme falha de segurança que veio a público no final de setembro. O caso do fim de setembro, somado a esse das fotos, complicam ainda mais a imagem da empresa, que ficou no olho do furacão o ano inteiro por conta do escândalo de dados da Cambridge Analytica.

Mais Facebook