PUBLICIDADE
Topo

App


O Zoom que se cuide! App de magnata indiano já tem mais de 100 mil downloads

Reprodução
Imagem: Reprodução

Saritha Rai

03/07/2020 15h04Atualizada em 05/07/2020 15h26

O Zoom, um dos poucos casos de sucesso na pandemia de Covid-19, agora enfrenta um novo aplicativo concorrente financiado por Mukesh Ambani, a pessoa mais rica da Ásia.

A Reliance Industries de Ambani, que atraiu bilhões de dólares em investimentos de gigantes como Facebook e Intel para seus negócios digitais, lançou o aplicativo de videoconferência JioMeet após o teste beta. O aplicativo já foi baixado mais de 100 mil vezes na Google Play Store desde que foi disponibilizado na quinta-feira à noite — ele ainda não aparece na loja brasileira.

Como o Google Meet, Microsoft Teams e outros serviços, o JioMeet oferece chamadas ilimitadas de alta definição - mas, ao contrário do Zoom, não impõe limite de tempo de 40 minutos. As chamadas podem durar até 24 horas e todas as reuniões são criptografadas e protegidas por senha, disse a empresa no site do JioMeet.

O lançamento coincidiu com a proibição pela Índia de dezenas de aplicativos populares de gigantes da tecnologia chinesas, incluindo o TikTok, da ByteDance, e o UC Web, do Alibaba, sob a justificativa de que ameaçariam a segurança e privacidade dos dados. Na sexta-feira, o JioMeet se tornou viral nas redes sociais ao lado da hashtag #MadeinIndia.

O aplicativo é uma faceta do império digital em rápida expansão de Ambani, que inclui a maior operadora de telecomunicações da Índia, com quase 400 milhões de usuários. Na sexta-feira, a Reliance anunciou que a Intel Capital investiu US$ 253 milhões na Jio Platforms, uma unidade do conglomerado de Ambani. O braço da fabricante de chips dos EUA é o 11º investidor desde abril a anunciar financiamento para a plataforma de serviços digitais, que já levantou cerca de 1,2 trilhão de rupias (US$ 15,7 bilhões).

"O JioMeet será um disruptor muito confiável no segmento", disse Utkarsh Sinha, diretor-gerente da consultoria Bexley Advisors. "Apenas o fato de não ter limites de tempo nas ligações faz com que seja um sério concorrente para o Zoom..."