PUBLICIDADE

Moto G 5G Plus

LG Velvet

Topo

Moto G 5G Plus x LG Velvet: qual é o melhor intermediário-premium?

Reprodução
Imagem: Reprodução

Thaime Lopes

Colaboração para Tilt

05/05/2021 04h00

O Moto G 5G Plus é o primeiro da Motorola a ter suporte para conexão 5G. Embora não venha com a tecnologia, o LG Velvet tem bom desempenho e funções dignas de um top de linha.

Os dois smartphones são intermediários com cara de premium, com especificações técnicas parecidas, preços equivalentes e mais acessíveis que os tops de linha. Ambos estão saindo, respectivamente, por R$ 2.249,10 e R$ 2.999,00*.

Está a procura de um smartphone bom sem precisar pagar os olhos da cara? Os dois são ótimas opções. Nesse comparativo, Tilt te mostra qual é o melhor.

O UOL pode receber uma parcela das vendas pelo link recomendado neste conteúdo. Preços e ofertas da loja não influenciam os critérios de escolha editorial.


Divulgação
TILT
3,8 /5
Veja o review

Moto G 5G Plus

Preço

R$ 2.999 (lançamento) R$ 2.699 (11/11/20) Comprar
Divulgação
TILT
4,0 /5
Veja o review

LG Velvet

Preço

R$ 4.299 R$ 2.799 (a partir de, em lojas de varejo) Comprar
ENTENDA AS NOTAS DA REDAÇÃO

4,0

4,0

4,0

4,0

4,0

4,0

4,0

4,0

3,0

4,0

4,0

4,0

4,0

4,0

4,0

5,0

4,0

4,0

4,0

3,0

4,0

5,0

3,0

3,0

Pontos Positivos

  • Compatibilidade com o 5G
  • Duas câmeras de selfie
  • Bateria honesta
  • Bateria eficiente
  • Leveza
  • Design elegante
  • Tela grande e com boa qualidade de imagem

Pontos Negativos

  • Fotos tiradas em locais com pouca iluminação podem sair sem nitidez e estouradas
  • Não tem acesso a 5G
  • Preço de lançamento alto
  • Processador antigo
  • Sem fones de ouvido na caixa

Veredito

A experiência de usar a tela, ainda que ela seja LCD, e a duração da bateria merecem pontos positivos. O desempenho fica dentro da média e é bom para a maioria das atividades do dia a dia. Por outro lado, as câmeras ainda falham quando o ambiente possui pouca iluminação. Ter a compatibilidade com o 5G é um plus, mas não deve ser o único motivo para a compra do celular.

O design é elegante e o conjunto de câmeras, mesmo sem inovação, entrega bons resultados. O processador, mesmo sendo antigo, garante um bom desempenho. A ressalva é o preço alto de lançamento e o fato de não permitir acesso a 5G. Mas, quando o valor cair, pode ser um aparelho na disputa entre os melhores intermediários

Os dois modelos possuem bordas arredondadas, telas grandes, o que pode dificultar o manuseio para quem tem mãos pequenas.

O 5G Plus tem quatro câmeras em formato "boca de fogão" (em um módulo à parte) na sua traseira. De longe, seus tons de azul parecem sólidos, mas conforme a luz bate na traseira, os tons vão mudando.

Já o Velvet tem traseira com lentes mais discretas com a principal mais protuberante que as demais. Com um visual elegante, ele vem em cores brilhantes (cinza escuro, branco perolado e degradê de vermelho e amarelo) e com uma traseira de vidro.

Veredito: O Velvet ganha aqui por ter um design mais elegante e minimalista que o 5G Plus. Além disso, apesar de ter tamanho parecido com o do aparelho da Motorola, é mais fino e leve, o que o torna mais fácil de mexer.

O modelo da Motorola tem tela de 6,7 polegadas com tecnologia LCD. Apesar de haver intermediários com tecnologia de tela superior, o 5G Plus tem uma taxa de atualização de 90 Hz, enquanto muitos aparelhos dessa faixa de preço ainda trabalham com telas de 60 Hz.

Isso significa que as imagens passam na tela dele com maior fluidez do que nos concorrentes.

A tela do LG Velvet é um pouco maior que a do 5G Plus (6,8 polegadas) e tem tecnologia P-Oled, portanto superior à do aparelho da Motorola, além de possuir os mesmos 90 Hz na taxa de atualização.

Veredito: Ponto para o aparelho da LG, por ter tecnologia de tela melhor que a do concorrente, o que se traduz em cores mais vibrantes e contrastes mais intensos. A tela maior permite assistir a filmes e séries com proporção de tela similar a das produções cinematográficas, o que garante uma maior imersão.

A Moto apostou em uma bateria de alta potência (5.000 mAh) para o 5G Plus, o que segundo a fabricante garante dois dias de uso sem precisar recarregar. Nos testes feitos por Tilt, o aparelho aguentou um dia e meio de uso intenso, com reprodução de vídeos e músicas.

Já o Velvet tem uma potência de bateria um pouco menor (4.300 mAh), que acaba refletindo em menor autonomia. Ao rodar vídeo em HD (alta definição), Tilt conseguiu ficar 10h30 com o celular ligado direto, ou seja: se precisar usar muito, prepare-se para carregar o aparelho no meio do dia.

Veredito: A Motorola acertou em apostar em uma bateria potente para um celular que exige desempenho elevado.

Câmeras principais

Os dois celulares possuem especificações de câmera principal parecidas. Ambos contam com câmera grande-angular de 48 MP, ultra-grande-angular de 8 MP. Na profundidade, que dá aquele efeito de desfoque ao fundo, o Moto G apostou em um sensor de 2 MP, enquanto a LG colocou um de 5 MP no Velvet.

A diferença entre ambos está no fato de o 5G Plus ter uma câmera a mais na sua traseira: uma macro de 5 MP, que ajuda na hora de fazer a foto bem próxima do objeto.

Os dois modelos tiram boas fotos durante o dia quando há boa luminosidade, mas pecam por não terem bons modos noturnos. Mesmo com Night Vision, que usa um sistema inteligente para melhorar a imagem após o clique, não espere muita coisa das fotos noturnas do 5G Plus.

Veredito: Com câmeras com resultados tão parecidos, coube à lente macro do 5G Plus o desempate.

Frontal

O Moto 5G Plus conta com duas câmeras frontais, de 16MP e 8MP, sendo que a segunda é para selfies com um campo de visão maior. Apesar de a função parecer legal, nos testes feitos por Tilt ela fez com que as fotos ficassem com cores diferentes das originais.

O Velvet, por sua vez, aposta em uma única câmera, também de 16MP, que funciona muito bem em luz natural, mas não deixa a resolução tão boa em luz artificial.

Veredito: ainda que tenha falhas com a grande-angular frontal, o Moto G ganha no quesito selfie por apresentar uma lente extra.

O Velvet foi lançado mundialmente com duas opções de processadores. No mercado brasileiro, ele está sendo vendido com o Snapdragon 845 4G, que vem sendo usado em 2018 e, apesar de antigo, ainda atua bem nos smartphones atuais.

O problema é que, com o passar do tempo, o processador deve ficar defasado mais rapidamente. Ainda assim, o Velvet responde bem a jogos e vídeos pesados com seus 6GB de RAM.

Já o 5G Plus possui 8GB de RAM, o dobro do que a Motorola costuma usar em seus aparelhos. O processador é um Snapdragon 765, de 2019. Mesmo que não seja o mais recente ou mais top, ele também dá conta do recado e faz com que todas as funções rodem sem travar.

Ambos vêm com o mesmo tamanho de armazenamento interno, 128 GB, e permitem uso de cartão de memória.

Veredito: por possuir mais RAM e processador um pouco mais novo, ponto para a Motorola. O combo dessas duas especificações faz com que o celular garanta um desempenho mais suave, com menos chances de travar do que o concorrente.

O Velvet possui um recurso chamado One Hand Mode, que deixa o sistema em meia tela e permite maior facilidade na hora de mexer.

Além disso, o aparelho da LG permite a conexão com o acessório Dual Screen, que duplica a tela do smartphone, dobrando assim a área útil do visor. Ele é uma ótima opção para quem gosta de ficar antenado nas redes sociais enquanto assiste a filmes e séries, por exemplo.

O LG ainda é resistente a água e poeira (tem certificação IP68), algo que o aparelho da Motorola não possui.

Mas o LG Velvet não vem com suporte para o 5G, e é esse justamente o destaque do Moto G 5G Plus no quesito recursos extras. Extra porque a instalação da nova rede móvel anda a passos lentos por aqui, o que pode fazer com que o modelo ainda não seja atrativo para o mercado brasileiro.

Por outro lado, os que adquirirem o aparelho da Motorola estarão preparados para testar em primeira a conexão assim que ela estiver disponível. Além disso, existe o risco de, por não ter 5G, o LG Velvet ficar obsoleto mais rapidamente.

Veredito: O LG Velvet leva a melhor por ter mais recursos extras, ainda que não venha com suporte ao 5G pelo simples fato de que a tecnologia ainda não está em pleno funcionamento no Brasil.

Apesar do "embate" acirrado, o Moto G 5G Plus levou a melhor neste comparativo.

Sua bateria monstro de 5.000 mAh, que o faz aguentar quase dois dias longe da tomada, seu processador Snapdragon 765, mais moderno que o do concorrente, e mais memória RAM, o aparelho da Motorola garante maior autonomia e desempenho digno de um intermediário-premium. Sem falar, nas lentes extras na sua frontal e traseira que prometem fotos mais diferenciadas que o LG Velvet.

Além do mais, o Moto G é cerca de R$ 700 mais barato que o aparelho da LG, e ainda vem com suporte para 5G.

* Preços pesquisados em 28 de abril de 2021. Para efeitos de comparação, usamos os valores do celular oferecidos pela loja oficial da Motorola e pelas lojas parceiras da LG. Não foram considerados outros descontos ou promoções de pré-venda.

Especificações técnicas
  • Android 10

  • Sistema Operacional

  • Android 10

  • 168,3 mm x 74 mm x 9,7 mm; 207g

  • Dimensões

  • 146,7 mm x 71,5 mm x 7,4 mm

  • Resistência à água

  • IP68

  • Cor

  • Aurora Gray, Aurora White e Illusion Sunset

  • R$ 2.999

  • Preço

  • R$ 4.299 (lançamento)

Tela
  • LCD

  • Tipo

  • P-Oled Full HD+

  • 6,7 polegadas

  • Tamanho

  • 6,8 polegadas

  • Full HD+ (1.080 x 2.520)

  • Resolução

  • 2460 x 1080 pixels

Câmera
  • Dupla de 16 MP e 8 MP

  • Câmera Frontal

  • 16 MP

  • Quádrupla de 48 MP, 8 MP, 5 MP e 2 MP

  • Câmera Traseira

  • 48 MP + 8 MP + 5 MP

Dados técnicos
  • Snapdragon 765 (2,3 Ghz Octa-Core)

  • Processador

  • Qualcomm Snapdragon 845

  • 128 GB

  • Armazenamento

  • 128 GB

  • 8 GB RAM

  • Memória

  • 6 GB de RAM

  • 5.000 mAh

  • Bateria

  • 4.300 mAh