PUBLICIDADE
Topo

Guilherme Rambo

Aceita ideias? O que seria legal e o que até pode rolar na Apple em 2021

Rastaman1075/ Pixabay
Imagem: Rastaman1075/ Pixabay
Guilherme Rambo

Guilherme Rambo é programador desde os 12 anos. Especialista em engenharia reversa, é conhecido mundialmente por revelar os segredos da Apple antes mesmo dos anúncios da empresa, além de programar para as plataformas da empresa.

01/01/2021 04h00

Na semana passada — meu último post do ano — fiz um breve resumo dos lançamentos da Apple em 2020. Nada mais justo do que começar o ano por aqui falando sobre o que eu espero ver anunciado pela empresa em 2021.

Para muitos, a mudança de ano significa grandes mudanças e resoluções de ano novo. Para outros, não passa de um número. Eu fico mais ou menos no meio termo: o ano novo é como um quadro em branco e, tanto na vida pessoal quanto na hora de especular sobre as novidades tecnológicas que estão por vir, oportunidade para ter novas ideias.

E sim, apesar do texto ser sobre as novidades que espero da Apple em 2021, posso levantar algumas ideias que não necessariamente tem base na realidade. Então não crie expectativas com base no que eu vou comentar aqui, combinado?

Display para "pessoas normais"

Começando pelo que muitos devem achar o mais chato, mas eu realmente gostaria que a Apple lançasse um monitor de qualidade que não seja tão "extremo" quanto o Pro Display XDR.

Existem diversas classes de usuários que gostariam de ter à sua disposição um display com a qualidade dos displays da Apple, mas que não precisam de um monitor de referência para editar filmes de Hollywood.

Como pretendo utilizar o Mac Mini para minha estação de trabalho principal em 2021, me encontro justamente nesse impasse, visto que nenhum monitor oferecido no mercado tem a qualidade dos displays da Apple, mas o único que a Apple oferece é tão absurdamente poderoso que acaba sendo inacessível.

Para mim, a Apple poderia simplesmente fazer um iMac, mas sem o Mac. O display 5K do iMac de 27 polegadas poderia ser oferecido como monitor externo e atenderia muito bem a mim (e muitos outros usuários).

iPhones com Face ID e Touch ID

Nunca escondi o quanto eu gosto do Face ID. O Touch ID nunca funcionou particularmente bem comigo, sempre necessitando de múltiplas tentativas para funcionar, enquanto o Face ID sempre foi muito bom, parecendo até que o iPhone nem possui senha de acesso.

Porém, 2020 mudou isso, assim como muitas outras coisas. Com o uso obrigatório de máscara em muitos lugares públicos, usar o iPhone quando não estou em casa se tornou bem menos cômodo, já que toda vez que tiro ele do bolso e estou usando máscara, preciso digitar minha senha alfanumérica longa (para quem usa apenas os 6 dígitos padrão, é bem mais fácil).

Uma solução muito boa para isso seria a volta do Touch ID, mas não como solução única. Os iPhones lançados em 2021 poderiam vir com ambos Face ID e Touch ID no mesmo aparelho, cabendo ao usuário optar por um ou outro dependendo do contexto.

Outra novidade que eu gostaria de ver finalmente nos iPhones seria a tela ProMotion, com taxa de atualização de 120Hz. O recurso torna a experiência de uso do iPad Pro muito mais agradável e seria bem-vindo nos iPhones.

Macs topo de linha com chip da Apple

A primeira geração de Macs com chip M1 da Apple impressionou, mas todos os modelos lançados são de entrada. Para quem precisa de ainda mais potência, resta esperar pelo lançamento dos modelos topo de linha com processador da Apple.

Existe bastante especulação nessa área, mas tudo indica que veremos em 2021 o anúncio de um novo design de iMac com Apple Silicon, além de novos MacBooks Pro, possivelmente de 14 e 16 polegadas. Também existe o Mac Mini topo de linha, que por enquanto só está disponível com processadores Intel.

Um bom momento para anunciar os novos Macs seria em junho, durante a conferência para desenvolvedores, já que muitos deles acabam sendo os primeiros compradores de novos Macs topo de linha.

AirTag

Este produto é uma incógnita muito grande. O primeiro relatório sobre ele foi feito por mim no 9to5Mac em abril de 2019. Desde então, surgiram diversas informações e vazamentos do produto, inclusive um vídeo no canal oficial da Apple no Youtube que mostrava o mesmo nos ajustes do iOS (o vídeo foi rapidamente removido).

Minha teoria sobre o porquê da AirTag ainda não ter sido lançada oficialmente envolve alguns fatores.

Primeiro, me parece claro que o objetivo era anunciar o produto juntamente com os iPhones 11 e 11 Pro, que vieram com o chip U1 — o mesmo que da vida às AirTags. Comentei na época que, ao assistir o evento, parecia que algo havia sido cortado. Além disso, até hoje o chip U1 ficou basicamente sem uso nos iPhones, com apenas dois recursos baseados nele: um AirDrop mais bonitinho e Handoff de música no HomePod Mini — que está em beta no iOS 14.4.

Com o prazo inicial (evento de lançamento dos iPhones 11) perdido, os planos da Apple provavelmente mudaram para lançamento do produto em março de 2020. Porém, todos sabemos muito bem o que aconteceu em março: a pandemia começou e, com ela, os motivos para lançar um produto que serve para encontrar objetos perdidos por aí diminuíram muito.

Depois disso, começaram todos os processos de antitruste e a Tile —competidora no ramo de rastreamento de objetos— se baseou nos rumores da AirTag para pressionar a Apple sobre limitações impostas nos concorrentes, o que acabou provocando a Apple para anunciar, na WWDC, que fabricantes de acessórios do tipo poderiam se integrar no app Find My.

Me parece que, dados os atrasos acumulados, a Apple achou melhor deixar para lançar as AirTags somente após finalizar essa integração de terceiros no Find My, evitando assim ainda mais reclamações de antitruste contra a empresa. Esse recurso que permite a terceiros integrarem na rede Find My está no iOS 14.3, lançado recentemente.

Tudo isso me faz pensar que sim, finalmente veremos as AirTags sendo anunciadas em 2021.

Nova Apple TV

Este é mais um produto que vem sendo assunto de rumores há um bom tempo: um novo modelo da Apple TV.

Utilizo bastante a Apple TV 4K conectada a uma TV 4K OLED e me parece que ela já está sofrendo para conseguir rodar o tvOS 14 com fluidez nesse cenário, especialmente quando são jogos.

Considerando isso, me parece bastante plausível que a Apple acabe anunciando um novo modelo da Apple TV com foco maior em jogos e um processador bastante poderoso, quem sabe até com um novo controle que seja mais amigável ou até mesmo um controle de jogos da própria Apple.

Conclusão

O ano de 2020 foi bastante intenso em termos de lançamentos para a Apple. Não sei se 2021 será igual, ou talvez até mais expressivo. Aguardo ansiosamente a nova temporada de rumores e lançamentos.