PUBLICIDADE

Topo

Free Fire: como lidar com hacks e hackers? Veja dicas da Garena

Cesar Galeão/Garena
Imagem: Cesar Galeão/Garena

Thaime Lopes

Colaboração para o START

20/06/2020 04h00

A Garena tem se empenhado cada vez mais para banir os hackers do Free Fire. Após reclamações frequentes da comunidade nas redes sociais, foi anunciado no início de junho que quase quatro milhões de contas já haviam sido banidas seguindo os novos protocolos.

Agora, a desenvolvedora detalhou como tem agido para prevenir que trapaceiros atrapalhem a experiência dos jogadores. Confira a seguir um resumo das ações da Garena e quais precauções tomar para não ter sua conta banida.

O que são os hackers e o que eles fazem

No Free Fire, qualquer jogador que utilize softwares que deem vantagens injustas dentro do jogo é considerado hacker. Isso vale para qualquer tipo de trapaça, seja utilizando programas de terceiros ou explorando bugs dentro do próprio jogo.

Para a desenvolvedora, isso inclui "programas ou softwares que tentem decompilar, desmontar ou desarmar, invadir ou hackear qualquer parte dos serviços e funções do jogo, ou que tentem derrubar ou anular qualquer tecnologia criptografada ou qualquer medida ou protocolo de segurança da Garena em relação aos serviços e/ou dados transmitidos, processados ou armazenados pela empresa".

Um dos hacks que mais tem chamado a atenção nas últimas semanas é o bug de explosão de barril, que elimina absolutamente todo mundo que está no mapa.

Além do chamado "hack do barril", ao fazer uma pesquisa rápida no Youtube é fácil encontrar milhares de vídeos ensinando os jogadores e terem diamantes ilimitados, vida e munição infinitas e mods de mira automática. Sobre esse tipo de conteúdo que roda a comunidade, a Garena informa que trabalham "diariamente para evitar e remover materiais promocionais de trapaças no YouTube e no Facebook. Isso será constantemente melhorado".

E não são só os jogadores casuais que sofrem com os hacks. Bruno "Nobru" Goes, jogador do Corinthians, também já deu de cara com trapaceiros durante suas partidas.

Como devo agir se encontrar hackers durante a partida ou no meu squad

Free Fire 1 - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

A recomendação é denunciar qualquer jogador suspeito assim que você se deparar com um. No final da partida, há uma opção de reportar usuários, e é por lá que a Garena revisa as denúncias. A mesma coisa deve ser feita com companheiros de esquadrão, pois acobertar o uso de hacks também pode levar ao banimento da sua conta.

A própria Garena informa que por meio de suas proteções anti-trapaças eles conseguem identificar hacks, mas reportar o uso de ferramentas não autorizadas é essencial para que eles continuem a entender o comportamento dos trapaceiros e banir essas contas.
Eu fui banido sem ter usado hack. E agora?

O principal fator de segurança no Frifas é garantir que mais ninguém teve acesso à sua conta. A Garena só exclui contas de jogadores que claramente fizeram uso de programas de terceiros não autorizados ou que exploraram bugs de forma maliciosa, então se atente à segurança de seus dados. Não compartilhe suas informações com ninguém e não divida a conta com amigos.

Comprar contas de outros jogadores também é um ato que vai contra as regras do jogo, até porque ao realizar transações desse tipo, você pode acabar adquirindo uma conta hackeada sem saber e perder a conta e seu dinheiro investido irregularmente.

Se ainda assim você tem certeza que foi afetado injustamente, a Garena possui diversos canais para que os jogadores entrem em contato para resolver problemas relacionados ao jogo, como o FAQ oficial do Frifas.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol