PUBLICIDADE

Topo

START indica: 5 streamers mulheres de Free Fire para seguir

Elas arrasam nos capas, dão um show de booyahs e uma aula de igualdade nos mapas de Free Fire - Arte/UOL
Elas arrasam nos capas, dão um show de booyahs e uma aula de igualdade nos mapas de Free Fire Imagem: Arte/UOL

Thaime Lopes

Colaboração para o START

08/03/2020 04h00

Não é de hoje que as mulheres passaram a ocupar espaços antes dominados pelos homens e, no mundo dos games, isso não é diferente.

Se antes os jogos de tiro focavam em agradar o público masculino, hoje o espaço é muito mais democrático, com centenas de jogadoras profissionais, streamers e eventos voltados exclusivamente para o mundo feminino.

Por isso, decidimos destacar cinco streamers mulheres de Free Fire. Elas mostram para todo mundo que lugar de mulher é onde ela quiser. Se liga nelas:

  1. Ingredy Barbi

Ingredy Barbi Free Fire - Divulgação - Divulgação
A carioca coleciona melhores jogadas em vídeos de seu canal no Youtube.
Imagem: Divulgação

Com 4.700.000 inscritos em seu canal, a carioca Ingredy acumula dezenas de vídeos do Frifas, com a média de visualizações ultrapassando 400 mil por vídeo, sendo que o mais visto deles bateu a marca de 10 milhões de views. Em seu canal, atualizado quase diariamente, Ingredy foca em mostrar novidades do Battle Royale, como skins, personagens, pets e mapas.

Ela também sobe vídeos de desafios e de suas melhores jogadas e, segundo seu canal de lives no Youtube, faz transmissões de segunda à sexta sempre às 18h.

  1. Babi

Babi  Free Fire - Divulgação - Divulgação
A primeira pro player mulher da LOUD, acumula milhões de seguidores nas redes sociais
Imagem: Divulgação

A jogadora da LOUD é veterana quando o assunto é Free Fire, já que começou a jogar em 2017, ainda na fase beta do Battle Royale. Ex-estudante de direito, passou pro cenário profissional de esports e, em 2019, foi vencedora do Streamers Showdown, primeiro mundial do modo Contra Squad do jogo.

Ainda no ano passado, apareceu na lista do Youtube Rewind em 9ª lugar como uma das personalidades que mais se destacou no período. Em seu canal, que possui pouco mais de dois milhões e meio de inscritos, Babi sobe vídeos de suas melhores jogadas, partidas com a equipe da LOUD, desafios e também de sua rotina como jogadora profissional.

  1. Palominha

Palominha Free Fire - Divulgação - Divulgação
Simplicidade e carisma de Paloma conquistaram inúmeros fãs de todo o Brasil
Imagem: Divulgação

Dona de um canal com mais de dois milhões de inscritos, Palominha sobe vídeos exclusivamente de Free Fire no Youtube há um ano. Com dicas, novidades, trolagens e desafios, o conteúdo que a baiana produz ultrapassa a média de 250 mil visualizações por vídeo.

Em entrevista ao Start, a jogadora disse que o rendimento do canal já permitiu que ela comprasse um carro e uma casa em sua cidade, Xique-Xique.

  1. Uma Dani
Uma Dani Free Fire 2 - Divulgação - Divulgação
O Free Fire mudou a vida de Uma Dani por completo
Imagem: Divulgação

Danieli joga Free Fire desde 2018, quando ainda morava no Japão. Foi por meio de suas transmissões no Facebook, onde recebe salário fixo para realizar lives, que a streamer conseguiu voltar ao Brasil. Desde então, concentra as transmissões ao vivo na rede social, onde possui mais de um milhão de seguidores, e sobe vídeos com temas variados de Free Fire no Youtube para seus mais de dois milhões de inscritos.

Por lá, inclusive, é possível encontrar vários vídeos da jogadora com sua filha, que também curte o Battle Royale e joga com a mãe com frequência.

  1. SOS DEBB

Debb Free Fire  - Divulgação - Divulgação
Débora revelou em vídeo como é o preconceito dentro do Free Fire
Imagem: Divulgação

A catarinense DEBB possui canal no Youtube com quase dois milhões de inscritos, onde sobre vídeos novos sobre Free Fire de terça a domingo, sempre às 21h, desde agosto do ano passado. Assim como outras companheiras streamers, DEBB fala das novidades do jogo, apresenta dicas e mostra suas melhores jogadas.

Em seus vídeos, também comenta bugs e hacks do Frifas. Em novembro, gravou um vídeo mostrando o preconceito contra mulheres durante uma partida do Free Fire, em que foi xingada e ofendida por seu companheiro de equipe.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol