PUBLICIDADE

Topo

Reviews


Street Fighter V CE: Pro-players, youtubers e fãs comentam a nova versão

Street Fighter V Champion Edition traz 40 lutadores e quase todo o conteúdo já lançado para o game de luta da Capcom - Divulgação/Capcom
Street Fighter V Champion Edition traz 40 lutadores e quase todo o conteúdo já lançado para o game de luta da Capcom
Imagem: Divulgação/Capcom

Jefferson Kayo

Colaboração para o START

20/02/2020 04h00

A versão física de Street Fighter V Champion Edition chegou no dia 18 de fevereiro para o PlayStation 4 e serve como a edição definitiva do jogo de luta da Capcom, com todos os personagens e a maioria dos conteúdos extras já lançado até agora.

Mas será que o novo Street Fighter caiu no gosto das pessoas e vivem e respiram jogos de lutas todos os dias? O START conversou com jogadores brasileiros da Comunidade de Jogos de Luta (FGC), para saber o veredicto.

Street Fighter V Champion Edition traz, ao todo, os 40 lutadores e praticamente todo o conteúdo que foi disponibilizado online nesses quatro anos desde o seu lançamento. As únicas coisas que ficam de fora são alguns conteúdos em colaboração com marcas além da Capcom e os DLCs referentes à Capcom Pro Tour (três cenários e algumas roupas extras, inclusive as escolhas dos campeões), porque o dinheiro arrecadado com esses DLCs são destinados a aumentar o prêmio dos vencedores da disputa.

Quem já tinha alguma versão do jogo teve a oportunidade de adquirir, em dezembro, uma atualização que transformava a edição SFV em Champion Edition. Só o que faltava era a introdução de Seth ao elenco do game, com data marcada para o lançamento da versão física.

Com todo esse tempo para experimentar o game antecipadamente, a comunidade já tem uma opinião bem formada sobre o que gostou, não gostou e se pretende mudar de boneco durante a temporada competitiva do game. Veja o que eles pensam:

Raphael "Zenith"

CFN: ZENITH

Zenith foi o brasileiro que mais se destacou no Street Fighter V em 2019. Ele representou o Brasil durante a Capcom Cup no final de 2019, mostrando um pouco da sua Menat para o mundo. O jogador também é um participante ativo da Tiger Upper Quarta, um torneio semanal que acontece na cidade de São Paulo.

Do que mais gostou?
A melhor parte do SFV:CE foi a adição dos novos V-Skills, que trouxeram novas possibilidades ao jogo e tornaram alguns dos personagens mais versáteis, o que pode ajudar em matchups mais complicadas.

Do que não gostou?
Não gostei de não ter um novo pack de personagens. esperava ver alguns como a Rose e Sodom, mas, pelo jeito, vai ficar para um novo jogo.

Keoma Pacheco

CFN: IblisTrigger

Reprodução
Imagem: Reprodução
Keoma é, sem dúvidas, uma das personalidades mais conhecidas do cenário de Street Fighter do país. Em 2015 ele fez história sendo o primeiro brasileiro a terminar uma Capcom Cup em sétimo lugar, ainda na era Ultra Street Fighter IV. Além de competir, Keoma também realiza streamings diárias e com jogos variados.

Do que que mais gostou?
O que eu mais gostei foi o balanceamento.

Do que não gostou?
Essa nova versão parece o que Ultra foi para o Street Fighter IV. Só que, como produto, parece exatamente a mesma coisa que o Arcade Edition.

Street Fighter V: Champion Edition

Priscila "Fadafoda"

CFN: Fadafoda

A Prira (seu nome na stream) foi a campeã do Fight Like a Girl, um torneio feminino de Street Fighter V que aconteceu em Curitiba em janeiro de 2020. Ela jogou todo o campeonato com um Ken Masters que não tinha medo algum de subir no shoryuken em qualquer situação que lhe era cabível. Uma atitudade corajosa, e que lhe rendeu o campeonato.

Do que mais gostou?
Para quem pensou muito pra adquirir o jogo, agora é uma boa oportunidade, porque agora ele está completo. Se eles realmente otimizarem as partidas online, será ótimo. O Seth é bem legal também.

Do que não gostou?
Ainda não deu pra saber. Tenho que jogar mais um pouco.

Beatrice "Beaiank"

CFN: Bea_iank

Reprodução
Imagem: Reprodução
Beatrice foi a idealizadora do Fight Like a Girl. Ao lado da organização do Treta Championship, ela entregou um evento digno da comunidade de jogos de luta. Influenciada por seus irmãos, Beatrice joga desde pequena, mas no FLAG preferiu ficar atrás das cortinas ajudando na organização do torneio. Quem sabe na próxima?

Do que mais gostou?
O novo balanceamento que foi feito. Os top tiers continuam fortes, mas têm algumas matchups piores agora. E também o fato de todo o conteúdo (fora os pacotes CPT e passe da sorte) estar incluído no pacote de atualização, pois isso ajuda muito a atualizar estações para torneios para ter todos os personagens. E de bônus, as roupas que os jogadores gostam de usar

Do que não gostou?
A falta de atualização da interface. Essa cor dourada do Arcade Edition já cansou. O balanceamento ainda precisava de alguns pequenos ajustes em personagens como Rashid e G. Muitas V-skill 2 também deixaram a desejar em termos de utilidade e poder. Parece que elas foram pouco planejadas.

Seth é o boneco que foi adicionado na versão Champion Edition - Reprodução
Seth é o boneco que foi adicionado na versão Champion Edition
Imagem: Reprodução

Paulo Júnior

CFN: Pauloweb

Reprodução
Imagem: Reprodução
Participante ativo dos torneios no Brasil, ele é conhecido como Pauloweb por seus seguidores em seu canal da Twitch. O que talvez muita gente não saiba, é que o jogador também escreveu um livro sobre Street Fighter com distribuição gratuita no formato digital.

Do que mais gostou?
Gostei bastante do balanceamento dos personagens. Nesta temporada, uma gama maior de personagens tem chances no meio competitivo.

Do que não gostou?
Não gostei que eles não melhoraram o netcode (pelo menos não até agora), nem atualizaram a interface do usuário com o lançamento da Champion Edition.

Beatriz Pires

CFN: beatrizszp

Reprodução
Imagem: Reprodução
Conhecida em Curitiba por suas habilidades com a personagem Ling Xiaoyu, de Tekken 7, Rainbows (seu nome na stream) também é uma excelente jogadora de Street Fighter V. Inclusive, também participou do Fight Like a Girl com as outras gurias da região. Ela joga de Cammy, mas de uma forma um pouco diferente das que encontramos por aí, jogando mais posicionada, contra-atacando sempre que tem uma abertura, sem focar no rushdown.

Do que mais gostou?
Gostei que o treino é bem intuitivo, então deixa o jogo mais fácil de aprender para quem vai começar a jogar agora.

Do que não gostou?
Não gosto que o jogo tem um abismo de tier, acho que tier não precisava influenciar tanto.

Vinícius Passos

CFN: ViniciusHP

Reprodução
Imagem: Reprodução
Vini é um dos responsáveis diretos pela organização e sucesso do torneio Tiger Upper Quarta. Não só isso, mas o jogador é envolvido com organização de atividades para a comunidade há mais de 10 anos. Ele tem muita história pra contar sobre a cena competitiva.

Do que mais gostou?
Os top tiers (em sua maioria) foram nerfados em coisas que eram realmente abusivas. No geral eu creio que a season será equilibrada, com muitos personagens jogáveis.

Do que não gostou?
Esperava uma mudança maior, como a HUD, um netcode melhorado, mudanças mais estruturais no jogo mesmo. Quando há uma troca de versão você espera uma mudança grande e o que veio foi apenas um patch comum.

Diogo Felix Rodrigues

CFN: _D1oRod_

Reprodução
Imagem: Reprodução
DioRod, como é conhecido pela galera da FGC, é participante ativo dos torneios desde antes deles serem chamados de eSports. Atualmente, além de competir, ele também tem um canal no YouTube dedicado a falar sobre jogos de luta e competições.

Do que mais gostou?
Acho que a inclusão do segundo V-Skill ajuda a deixar o jogo mais dinâmico: mesmo que alguns possam ser menos usados, ter uma opção pra mudar o plano de jogo nas partidas é interessante. Fora isso, o lançamento do/a Seth com o novo visual e sistema para "roubar" as habilidades dos personagens ficou bem maneiro.

Do que não gostou?
Para mim, o que mais desagrada nas mudanças entre as temporadas de Street Fighter V é a forma como a desenvolvedora lida com o jogo: problemas estruturais, como o próprio netcode, a redução de ganhos com Fight Money... Então, o que menos gostei desde o anúncio ao lançamento da Champion Edition é essa falta de "ação" no jogo enquanto produto/serviço mesmo.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol

Reviews