PUBLICIDADE

Topo

Curiosidades


Blanka: a história do homem-fera que virou ídolo brasileiro

Blanka em uma das ilustrações da Capcom para Street Fighter - Divulgação/Capcom
Blanka em uma das ilustrações da Capcom para Street Fighter
Imagem: Divulgação/Capcom

André V.C. Franco

Do GameHall

12/02/2020 04h00

O dia 12 de fevereiro marca o aniversário não apenas de um ídolo, mas de uma das maiores referências brasileiras dos games: Blanka! Nascido em 12 de fevereiro de 1966, segundo a biografia oficial, o monstro brasileiro tem uma carreira consolidada, passando pelos principais jogos de luta da Capcom, crossovers, desenhos animados, e até mesmo contando com uma impactante participação especial no filme Street Fighter 2, uma das melhores comédias dos anos 1990.

Além de relembrar a carreira do ídolo brazuca, contaremos como Blanka quase foi um personagem muito diferente do que conhecemos hoje.

De homem-fera a (quase) fera da luta livre

Desenvolver jogos de videogame é uma tarefa complexa, com diversas etapas, muitos esboços, experimentações, idas e vindas. O mesmo vale para o processo de composição dos personagens, o tal do "character design". Por isso não é de se estranhar que os personagens de Street Fighter 2 tenham passado por várias versões até se tornarem o que conhecemos hoje. Incluindo, claro, nosso querido Blanka.

A fera verde de cabelos laranjas é muito diferente do que Akira Yasuda, designer e ilustrador responsável por vários personagens dos principais games da Capcom na época, tinha em mente. A princípio, Blanka nem tinha esse nome ainda. Ele seria um tipo de homem-fera, ou lutador selvagem, e vários esboços foram feitos nesse sentido.

Reprodução/Capcom
Imagem: Reprodução/Capcom

Mas o combustível que levou Blanka ao visual que conhecemos hoje foi o mesmo que move a internet: a mais pura zoeira. Como o próprio Yasuda disse em uma entrevista ao site Shmuplations, em 2003: "Os personagens para SF II eram checados por três pessoas: eu, Nishitani (Akira Nishitani, também designer da Capcom) e outro desenvolvedor. Nós analisávamos cada movimento, e aprovávamos um por um. Havia uma regra não-escrita que nós seguíamos: 'não estava bom até nos fazer rir', explica o mestre.

Segundo ele, foi assim que Blanka nasceu. "Fazer piadas e rir virou a regra do dia. Blanka também começou com um tom de pele normal, mas a gente fuçou a paleta de cores até que experimentamos a verde, e então todo mundo gargalhou. Foi tipo 'Mas como assim? Como esse humano tem pele verde!?' A gente achou isso hilário."

Reprodução/Capcom-Unity
Imagem: Reprodução/Capcom-Unity

Blanka então fez parte do elenco original de Street Fighter 2: The World Warriors, lançado em 1991 pela Capcom. Um jogo que, como sabemos, revolucionou o gênero de luta e foi uma febre mundial. Por outro lado, embora o monstro verde de cabelos laranjas tenha se tornado o padrão do lutador brasileiro, isso não significou o fim do antigo design do homem-fera. Esse desenho foi retomado durante a produção do arcade de luta Saturday Night Slam Masters, lançado originalmente em 1993.

Reprodução/Capcom-Unity
Imagem: Reprodução/Capcom-Unity

O desenho do personagem King Rasta Mon foi diretamente inspirado pelos esboços originais de Blanka, tornando-se um homem-fera da luta livre. Alguns movimentos de Rasta lembram os do lutador brasileiro, incluindo a dolorosa mordida facial aplicada por Blanka contra seus oponentes. Mas as semelhanças ficam por aí, pois o Rasta dominicano fala espanhol (ou tenta) e tem um macaquinho de estimação que participa de suas entradas para o ringue, chamado Freak. King Rasta também fez parte da sequência Ring of Destruction: Slam Masters II, lançado em 1994 também para arcades, mas parou por aí, não aparecendo em outros jogos da Capcom.

Quanto a Blanka, sua carreira de sucesso continuou firme e forte, com destacadas aparições não apenas nas atualizações de Street Fighter 2, mas também nas sequências da série, como Street Fighter Alpha 3, Street Fighter IV e V, em derivados como Puzzle Fighter, e mesmo crossovers como Capcom vs SNK, Capcom vs SNK 2 e Capcom vs Tekken. Sem contar suas participações em desenhos e quadrinhos relacionados a Street Fighter. Por conta de sua aparência bizarra e seu inexplicável carisma, Blanka tornou-se o grande ícone brasileiro dos games de luta, com nenhum outro personagem tupiniquim tendo superado sua popularidade até hoje. Feliz aniversário, Jimmy Blanka! Muitos choques para você!

Blanka ao longos dos anos

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol

Curiosidades