PUBLICIDADE
Topo

UOL Vê TV #48: Explosões de Raissa colocam em jogo os limites do entretenimento em 'A Fazenda'

Colaboração para Splash, em São Paulo

14/10/2020 04h00

A briga recente entre Raissa e Carol Narizinho em "A Fazenda" é um dos assuntos mais comentados da semana quando se fala no reality show da Record. A agressividade do elenco em alguns episódios do programa é tema do podast UOL Vê TV #48, com Chico Barney, Débora Miranda e Mauricio Stycer (assista no vídeo acima a partir de 1:24).

"Foi uma cena impactante", diz Barney. "Antes as duas estavam abraçadas e depois começaram a se estranhar por besteiras do confinamento. Raissa reage mal quando contrariada. Penso se isso pode ser uma construção do que Raissa está fazendo lá. Quando ela está calma, tem um discurso que ajuda a construir isso. Uma coisa tem conexão com a outra."

Para o colunista do UOL, "a formação de elenco está perigosa". "Qual o limite do entretenimento do cidadão que senta no sofá e quer se divertir com os problemas do outro?"

Os participantes ressaltam que o perfil oficial de Raissa tornou público a questão de que ela faz tratamento para transtorno de borderline. "A equipe que trabalha nas redes dela informou, mas ela já tinha falado disso publicamente", diz Débora. "Não tem como saber o que motiva esses episódios, mas a Record tem responsabilidade de impor limites."

Eles comentam o fato de "A Fazenda" dar abertura para que participantes tenham comportamentos mais extremos. "Como a gente não sabe o que motiva os rompantes a responsabilidade da Record é acompanhar isso de perto", destaca a editora de Splash. "Primeiro ela jogou água, mas quem garante que ela não jogue um copo? As pessoas podem se machucar. Cabe à Record ver se ela está precisando de medicamento e se ela está tomando."

"É evidente que isso levanta a audiência", observa Stycer. "Já houve caso em que o participante foi eliminado porque a Record entendeu que ele era uma ameaça aos outros participantes. Estava colocando em risco a integridade dos outros."

"É uma linha bastante tênue para sair do controle", reforça Débora. "O canal precisa ter atenção com isso. Porque ela pode machucar alguém. Tem que trabalhar pensando na prevenção."

"A gente está vivendo um momento de radicalização de tudo e estamos insensíveis", diz Barney. "Atrai mais atenção quando é um negócio muito fora da curva como o caso da Raissa."

Para eles, os participantes do reality show acabam criando uma técnica de se tornarem protagonistas do jogo provocando o adversário, testando limites da resistência emocional, e isso gera uma situação de tensão que passa dos limites do entretenimento.

Angélica, Lívia Andrade e mais

A estreia do "Simples Assim", novo programa da Angélica na Globo, a saída de Lívia Andrade do SBT e a permanência ou não do "Se Joga" na grade também estão na pauta do podcast.

Você pode ouvir o programa UOL Vê TV no Spotify, no Apple Podcasts ou em outros aplicativos de podcasts. No Youtube, a gravação do programa também é transmitida em vídeo.