PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Feltrin

Exclusivo: Mesmo com BBB e Pantanal, Globo perde ibope em abril

BBB 22: Arthur Aguiar comemora vitória no reality - Reprodução/Globoplay
BBB 22: Arthur Aguiar comemora vitória no reality Imagem: Reprodução/Globoplay
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

05/05/2022 00h09

Os dados de audiência da TV brasileira no mês de abril trouxeram uma surpresa: apesar de a Globo ter exibido nesse mês a reta final do "BBB22" e ainda o início da superprodução "Pantanal", o ibope da emissora caiu cerca de 10% em horário nobre, na comparação com abril do ano passado.

A Globo marcou no mês passado 21,7 pontos e 38,7% de "share". Um ano antes os índices foram de 24,1 pontos e 39,5% no mercado nacional (PNT).

Várias possíveis causas

Muita gente pode se perguntar o motivo dessa queda da Globo, a despeito dela ocorrer num de seus meses mais fortes.

Em primeiro lugar está o streaming, que no país já concentra cerca de um em cada 5 aparelhos de TV ligados nas 24 horas do dia.

Em segundo. o "BBB" que parece ter hoje mais apelo na internet (devido às votações) do que na TV aberta.

Por fim, a internet como um todo (portais, sites, blogs, redes sociais etc.), que tem ocupado boa parte do tempo daqueles que até os anos 2000 eram apenas "telespectadores". O leque de opções de lazer se abriu.

Só a Band cresce

Todas as emissoras perderam ibope na chamada faixa nobre, exceto a Band, que já mostra os resultados da contratação de Fausto Silva: cresceu 17% (1,7 ponto para 1,9 ponto).

A Record perdeu 10% (11,9 para 11,7), o SBT, idem (5,5 para 5,0) e a RedeTV definhou nada menos que 38% no horário mais valioso para a publicidade (de 0,8 para 0,5).

Cada ponto nessa medição equivale a cerca de 270 mil domicílios sintonizados.

Nas 24 horas do dia, também houve quedas significativas da TV aberta: a Globo perdeu 4%; a RecordTV perdeu 7%; o SBT viu evaporar 15% do público; e a RedeTV, 26%.

Mais uma vez, somente a Band cresceu nacionalmente: 6%.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops