PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Feltrin

"Perrengue" estreia, triplica ibope da Band e vence "Encrenca"

Ângelo Campos, Tatola Godas, Dennys Motta e Ricardinho Mendonça comandam o Perrengue na Band - Divulgação/Band
Ângelo Campos, Tatola Godas, Dennys Motta e Ricardinho Mendonça comandam o Perrengue na Band Imagem: Divulgação/Band
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

07/11/2021 23h14

Os jogadores mudaram de time, mas continuam jogando do mesmíssimo jeito, com algumas variações.

Assim pode ser resumido o novo programa "Perrengue", que estreou na Band neste domingo (07).

Em setembro passado, Tatola Godas, Ângelo Campos, Dennys Motta e Ricardinho Mendonça deixaram o "Encrenca" em comum acordo com a RedeTV.

No mês passado eles assinaram com a Band e estrearam hoje o "Perrengue". A RedeTV manteve o "Encrenca" com outros apresentadores.

O resultado foi que na noite deste domingo o telespectador tinha dois programas na TV aberta com formatos absolutamente idênticos.

A fórmula é a mesma: apresentadores assistindo vídeos da internet e do whatsapp e ironizando o que acabam de assistir. É um novo "modelo" de programa que lembra mais um encontro de amigos.

Em defesa da atração da Band, quem inventou esse formato foram eles (e o diretor Ricardo de Barros, incansável "pescador" de vídeos na internet e no whats)

Além dos vídeos, o "Perrengue" estreou com quadros de humorismo com atores, como o de astrologia.

Também há um outro quadro curtinho e divertido em que alguém, embrulhado em plástico, rola sobre R$ 1.000; todas as notas que ficam grudadas na pessoa ficam para ela. O primeiro concorrente já levou R$ 655.

O que sobra é sorteado para um telespectador que estiver seguindo o programa no Facebook.

Do ponto de vista negativo, teve vídeo e brincadeira envolvendo gordura corporal. Alguns vídeos exibidos também eram bem "surrados": já circulam há meses ou até anos na internet.

Também chamou a atenção a quantidade de "salves" dados pela trupe a outros funcionários da Band.

Audiência

No ibope, o "Perrengue" da Band levou a melhor sobre o "Encrenca" por pouco: 3,0 pontos e 4,7% de "share" x 2,3 pontos e 3,5% de "share" em São Paulo, segundo dados prévios da Kantar Ibope, obtidos com exclusividade pela coluna.

Na semana passada, no mesmo horário, a Band ficou com cerca de 1 ponto de média na Grande SP. Ou seja, foram muito bem para os padrões da emissora. Praticamente triplicaram o ibope nessa faixa.

O ibope também mostra que não é só o formato que conta: aparentemente, os fãs do antigo "Encrenca" foram fiéis aos apresentadores e os seguiram em sua nova casa.

Ao mesmo tempo, também refletiu numa queda de ibope do "Encrenca", que na semana passada deu mais de 3 e hoje ficou nos 2,3 pontos. Em nenhum momento o humorístico da RedeTV ficou à frente do da Band.

Mesmo assim a Band ficou em quarto no ibope, atrás de Globo (22,4), Record (9,6) e SBT (6,2 pontos). São todos dados de audiência em São Paulo

Comercialmente, o "Perrengue" já estreou com dois patrocinadores fixo: operadora Sky e Forteviron (complexo vitamínico), mas quase sem "breaks" comerciais. Ainda falta isso para ficar tudo bem. Afinal, "merchan" é bom, mas comerciais são melhor ainda.

Segundo a coluna apurou, há outras três marcas na fila que podem engrossar os "merchans" e os intervalos da Band nas próximas semanas.

Seguros, para lá de entrosados, os apresentadores do "Perrengue" comemoraram ao vivo a estreia na Band.

"Estamos mais felizes que o Marcos Mion", brincou Tatola.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops