PUBLICIDADE
Topo

Autora de Cara e Coragem fez workshop com dublê de Thor para novela

Marcelo Serrado, Paolla Oliveira (à esquerda) e Chris Hemsworth (à direita) - Globo/Marvel
Marcelo Serrado, Paolla Oliveira (à esquerda) e Chris Hemsworth (à direita) Imagem: Globo/Marvel

Filipe Pavão

De Splash, no Rio

29/05/2022 04h00

"Cara e Coragem", nova novela das 19h da TV Globo, vai mostrar o universo dos dublês. A história narra a missão que os dublês Pat (Paolla Oliveira) e Moa (Marcelo Serrado) têm de encontrar uma fórmula secreta em um lugar distante a pedido de Clarice (Taís Araujo), presidente de uma siderúrgica.

Em entrevista, a autora da trama, Claudia Souto, explica que a ideia de se jogar no universo dos dublês surgiu após escolher o tema central da história: a coragem. Por isso, nada melhor que abordar os profissionais que se aventuram à frente das câmeras, mas não aparecem nas telinhas.

Para saber mais sobre o universo, a autora conta que conversou com muitos profissionais e fez, inclusive, um workshop com Bobby Holland, dublê de Chris Hemsworth, responsável por fazer o Thor nos cinemas. O profissional, que já foi dublê em filmes como "MIB - Homens de Preto" e "Capitão América", esteve no Brasil em 2019 a convite do ator Duda Nagle para um evento.

Mergulhei de cabeça nesse universo. Fiz workshop com um dublê dos Estados Unidos, o Bobby Holland. Eu fui com o Matheus Massafera, que também é diretor da novela, para conversar com vários dublês, entender esse universo e poder colocar em cena.
Claudia Souto, autora de "Cara e Coragem"

O encantamento da autora pelo trabalho dos dublês vem desde a época em que ela escreveu o seriado infantil "Bambuluá" (2000), junto de Roberto Talma, para a TV Globo.

"Quando eu ia para as gravações de 'Bambuluá', tinha uma equipe de dublês que era uma família inteira, incluindo os filhos adolescentes. Eu falava: 'Essa é a galera que ainda não foi abordada nas novelas'. É uma profissão fascinante. São pessoas que estão diante das câmeras, se arriscando, é uma coragem absurda, mas são completamente anônimos", pensa.

"Eles saem do set e ninguém os reconhecem. Vão à padaria e ao mercado e as pessoas não sabem que a aquela cena espetacular que elas viram no filme ou na novela foram feitas por aquelas pessoas... Agora, eu falei: 'Cara, se eu quero mostrar explicitamente a coragem que a pessoa tem que ter na vida, eu vou trazer os dublês'", completa.

Coragem no dia a dia

Mas não é só a coragem de entrar em cena e se arriscar dos dublês que vai estar destacada na novela. Claudia pontua que a trama quer mostrar que é preciso ter coragem para tomar pequenas decisões do dia a dia.

Na trama, Pat é casada com Alfredo (Carmo Dalla Vecchia) e mãe de Gui (Diogo Caruso) e Sossô (Alice Camargo). Já Moa é pai solo de Chiquinho (Guilherme Tavares) e nutre tristeza por ter sido deixado pela ex-esposa, Rebeca (Mariana Santos). Os dois decidem se aventurar na missão dada por Clarice (Taís Araujo) a fim de fazer um dinheiro extra já que os trabalhos como dublês não pagam muito. Eles são apaixonados um pelo outro, mas não se declaram.

"É a coragem do dia a dia que a Pat precisa ter para decidir se termina uma relação desgastada pelo tempo ou não, que o Moa precisa ter para criar o filho com a mágoa que tem da ex-mulher. Essa é a grande questão da novela: mostrar desde a pequena decisão que você tem que tomar na vida, como uma entrevista de emprego, até a macro coragem", explica.

Atores em cenas de ação

Os atores também fizeram oficinas com dublês da emissora para encarar suas próprias cenas de ação. Paolla Oliveira, por exemplo, contou que já rolou escada na gravação de um capítulo. Já Kaysar chegou a pular de uma altura em torno de quatro metros em uma cena do dublê atrapalhado Kaká Bezerra.

Para a diretora artística, Natalia Grimberg, ter o rosto dos atores à frente da câmera permite incrementar mais detalhes às cenas.

"O elenco fez oficina durante dois meses e, agora, eles estão fazendo de fato. É surpreendente vê-los. Dá muitas possibilidades de direção. Quando você coloca o próprio ator, eu posso botar humor na cena, eles estão fazendo umas coisas perigosíssimas, mas dão um sorriso. Você consegue, em uma outra cena de ação, colocar um flerte ou suspense", explica.

'Cara e Coragem': saiba quem é quem na novela das sete da TV Globo