PUBLICIDADE
Topo

Italiano chora ao descobrir 'falsa Alessandra Ambrósio' e ganha vaquinha

De Splash, Em São Paulo

26/11/2021 11h23Atualizada em 26/11/2021 16h48

O atleta italiano Roberto Cazzaniga chorou ao descobrir que seu suposto namoro à distância com a modelo brasileira Alessandra Ambrósio era um golpe — e que o dinheiro depositado foi, na verdade, usado por outra pessoa.

Ele acreditou na história durante 15 anos e teve o prejuízo de 700 mil euros, aproximadamente R$ 4,3 milhões, com o golpe. Amigos e colegas tentam apoiar Roberto com uma vaquinha virtual e festas.

Ao jornal "O Globo", o amigo Danilo Rinaldi disse que o jogador de vôlei ainda está muito triste.

Roberto é uma pessoa boa e muito frágil que confiou nas pessoas erradas. No começo, não foi fácil, depois de 15 anos. Ele estava muito triste, mas agora está aos poucos se sentindo melhor. Claro, depois de toda essa reação midiática, ele sente muita incredulidade, mas apenas precisa de mais tempo para se dar conta e começar de novo, com uma vida nova. Danilo Rinaldi ao O Globo

Rodrigo Cazzaniga - Reprodução/La Iene Mediaset/Italia 1 - Reprodução/La Iene Mediaset/Italia 1
Jogador de vôlei tem recebido apoio de amigos, incluindo uma festa na quadra
Imagem: Reprodução/La Iene Mediaset/Italia 1

Ele foi o responsável pela arrecadação na plataforma Go Fund Me. Até o momento em que publicamos esta matéria, a vaquinha tinha 224 doações e o valor arrecadado era de mais de nove mil euros — cerca de R$ 61,7 mil.

A meta é chegar ao valor de 30 mil euros. A campanha explica que seu objetivo é "ajudar Roberto Cazzaniga a começar uma nova vida, longe de quem o explorou por 15 anos sem piedade".

Criei a campanha no GoFundMe para ajudar Roberto depois dessa triste história. Ninguém vai devolvê-lo os últimos 15 anos, mas juntos podemos fazer algo para o futuro dele. Danilo Rinaldi ao O Globo

O programa "La Iene" mostrou que duas mulheres estariam envolvidas no golpe: Manuela Passero e Valeria Satto. Através de ligações por voz, Roberto era enganado e dava doações por acreditar que a falsa Alessandra Ambrósio tinha problemas cardíacos e precisava de ajuda médica.

A imprensa italiana afirma que Manuela era uma amiga do atleta e participou do esquema o apresentando para a tal estelionatária. Ela negou conhecer Roberto e chegou correr do repórter do "La Iene".

Valéria, que usava a imagem de Alessandra Ambrósio e se chamava Maya, se esquivou das perguntas.

A polícia investigará o caso.

Rodrigo Cazzaniga - Reprodução/ La Iene Mediaset/Italia 1 - Reprodução/ La Iene Mediaset/Italia 1
Valéria Satto e Manuela Passero, acusadas de aplicar o golpe
Imagem: Reprodução/ La Iene Mediaset/Italia 1

Roberto, jogador profissional de vôlei, chegou a fazer empréstimos para ajudar a falsa amada e só foi salvo pela família, que decidiu ir até a televisão para arranjar provas do golpe.

"Nós nunca nos conhecemos. Nunca. Ela deu mil desculpas, como doença e trabalho. E ainda assim me apaixonei por aquela voz, uma chamada após a outra. O contato era apenas no celular, quase que diariamente. Ligava antes de eu ir treinar ou à noite, na hora de dormir", disse em entrevista ao jornal "Corriere Della Sera".

A modelo brasileira não comentou o caso, mas teve os posts no Instagram inundados por comentários de seguidores sobre o golpe usando seu nome. Alessandra Ambrósio tem mais de 10 milhões de seguidores só na plataforma.

Alessandra Ambrósio - Karwai Tang/WireImage - Karwai Tang/WireImage
Modelo brasileira Alessandra Ambrosio usa Balmain no MET Gala de 2016
Imagem: Karwai Tang/WireImage