PUBLICIDADE
Topo

Debra Messing sai em defesa de Alec Baldwin após acidente em set

Colaboração para Splash, em São Paulo

22/10/2021 08h27Atualizada em 22/10/2021 12h04

A atriz Debra Messing, de 53 anos, saiu em defesa do ator Alec Baldwin, de 63, após ele matar acidentalmente a diretora de fotografia Halyna Hutchins, 42 anos, no set do filme "Rust".

O acidente resultou na morte da diretora e na internação do cineasta Joel Souza, diretor e roteirista da produção, que ficou ferido, mas já recebeu alta.

Amiga de longa data de Baldwin, Messing rebateu um tuíte do comentarista político Benny Johnson acusando Baldwin de assassinato.

"URGENTE: Alec Baldwin mata pessoa com arma, investigação criminal em andamento. Essa sim deveria ser a manchete", escreveu Benny.

"Com certeza NÃO. Uma arma cenográfica foi entregue a ele. Ele usou na cena. Então um evento catastrófico aconteceu no qual Halnya Hutchins perdeu a vida dela e Joel Souza ficou machucado. Estou rezando pelas famílias de todos", respondeu Debra.

A arma cenográfica é semelhante a uma arma de fogo normal, mas não tem a nocividade intencional da arma real correspondente. No teatro, por exemplo, as armas de "adereço", como podem ser chamadas, são quase sempre réplicas não operáveis ou têm dispositivos de segurança para garantir que não sejam perigosas.

O caso vai para perícia.