PUBLICIDADE
Topo

Splash Explica

Tá em dúvida? Chega mais que a gente te explica!


Quem é a jornalista que deixou a ESPN após recusar vacina da covid-19

Allison Williams diz que não vai tomar a vacina contra covid-19 por questões "éticas e morais" - Reprodução/Instagram
Allison Williams diz que não vai tomar a vacina contra covid-19 por questões "éticas e morais" Imagem: Reprodução/Instagram

De Splash, em São Paulo

18/10/2021 11h16

A repórter Allison Williams optou por deixar seu emprego na ESPN dos Estados Unidos por não concordar com a obrigatoriedade da vacina contra covid-19 estabelecida pelo Grupo Disney, dono da emissora.

Mas, afinal, quem é a jornalista?

Allison Williams trabalha com a cobertura de esportes universitários há 15 anos. Na ESPN, passou uma década falando sobre basquete e futebol americano — dois dos esportes mais populares nos Estados Unidos.

Em setembro, ela comunicou aos seguidores sua decisão de não se vacinar contra covid-19.

Entendo que vacinas são essenciais no esforço de encerrar a pandemia, mas tomar a vacina nesse momento não é do meu interesse.

A jornalista alega que não quer tomar a vacina porque pretende engravidar em breve.

Esse receio não tem fundamentação científica: o CDC, órgão de controle de doenças dos Estados Unidos, já divulgou estudos provando que o imunizante não afeta a fertilidade.

Agora, no Instagram, Allison diz que é "moralmente e eticamente não alinhada" com a obrigatoriedade da vacina e conta que chegou a pedir para o Grupo Disney abrir uma exceção na política de vacinação, mas teve o pedido negado.

Apesar das evidências científicas de que a vacinação não afeta a fertilidade, Allison Williams afirma: "No fim, não posso colocar um salário acima dos meus princípios. E não vou sacrificar algo em que acredito tanto para manter uma carreira".