PUBLICIDADE
Topo

Loki trans? Entenda a fluidez de gênero do deus nórdico de série da Marvel

Tom Hiddleston é Loki na série da Disney + que leva o nome do vilão
Tom Hiddleston é Loki na série da Disney + que leva o nome do vilão
Reprodução/ Disney +

Daniel Palomares

De Splash, em São Paulo

30/06/2021 04h00

Com menos de um mês de lançamento, "Loki" se tornou uma das séries de grande sucesso do Disney+. A nova empreitada da Marvel acompanha uma versão alternativa de Loki, o deus nórdico das travessuras, tentando alterar sua linha do tempo.

No seriado, o gênero de Loki é descrito como fluido, informação confirmada pelos próprios produtores da série. Até uma outra versão feminina de Loki, inspirada na Lady Loki dos quadrinhos, aparece na trama, aumentando ainda mais os questionamentos.

Afinal, Loki é trans?

Continua depois da publicidade

Para responder a essa dúvida, Splash conversou com Luciana Campos do NEVE (Núcleo de Estudos Vikings e Escandinavos), estudiosa de mitologia nórdica, e Leona Wolf, mulher trans, psicanalista e cientista social, especialista em direitos humanos, diversidade e violência.

Gênero fluído

Na mitologia, Loki pode se transformar em mulher ou até mesmo em animais para ajudar outros deuses e cumprir certas tarefas. Segundo Luciana, essa fluidez de gênero pode ser um reflexo da própria sociedade naquela época, aparecendo também em algumas sagas da Islândia.

Como trapaceiro divino, Loki é um personagem liminar e subversivo, vivendo entre o masculino e o feminino. Rompendo com a norma rígida, ele consegue ser criativo e ajudar os deuses quando necessário.

Luciana Campos

rfthgrfgb - Divulgação - Divulgação
Thor (Chris Hemsworth) e Loki (Tom Hiddleston) em cena de "Thor: Ragnarok" (2017)
Imagem: Divulgação
Continua depois da publicidade

Mas alguém de gênero fluido é considerado transgênero? É isso que Leona explica. Para simplificar: uma pessoa cisgênero se identifica com o gênero atribuído a ela no nascimento, enquanto as transgênero estão fora da identidade de gênero atribuída e, neste grupo, existem diversas identificações.

Dentro desse grupo, falamos das pessoas transexuais, travestis e não-binárias. Uma pessoa não-binária é alguém que não se identifica dentro do espectro de masculinidade ou feminilidade.

Leona Wolf

  • Transexual: homem e mulher trans
  • Travesti: identidade de gênero transfeminina latino-americana (existem outras identidades locais como as Muxes do México, as hijras da Índia e os two-spirit do Canadá)
  • Não-binária: não se identifica na binariedade de gênero (aqui entra o gênero fluido!)

Entre as pessoas não-binárias, essa identificação de gênero pode ser parcial (demigênero), dupla (bigênero), negativa (agênero), neutra (gênero neutro) e oscilante, que seria, enfim, o gênero fluido de Loki.

frgvbrthrt - Reprodução/YouTube - Reprodução/YouTube
Tom Hiddleston em cena de 'Loki', da Marvel
Imagem: Reprodução/YouTube
Continua depois da publicidade

Faz sentido?

Dito tudo isso, está certo que identifiquemos Loki como trans? Sim, mas com ressalvas. Leona explica que a nomenclatura que é usada hoje em dia foi criada há poucas décadas e nem sempre é capaz de explicar figuras mitológicas que são relatadas há tanto tempo como Loki e outros deuses.

Você poderia dizer que em contato com o mundo humano Loki se torna transgênero. Há uma cultura que possui uma estrutura de gênero binária e patriarcal, e ela cria pessoas trans como desvios dela. Mas a ideia de gênero fluído é recente. Transexual é um termo dos anos 1960, vem da sexologia americana.

Deus tem gênero?

A discussão pode ir até mais longe. Deuses são seres divinos, não são pessoas. Faz sentido que a gente atribua identidades de gênero a eles se não são parte do mundo dos homens?

Há deuses que pertencem a gênero e sexo masculino, e deusas que pertencem ao gênero e sexo feminino. O mundo dos deuses é um reflexo do mundo dos homens. Em determinadas circunstâncias, alguns deles podem, sem problema nenhum, fluir entre eles.

opina Luciana

gbtyh - Marvel Studios/Divulgação - Marvel Studios/Divulgação
Loki (Tom Hiddleston) e Sophia Di Martino na série "Loki": Loki e Sylvie, inspirada na Lady Loki dos quadrinhos
Imagem: Marvel Studios/Divulgação
Continua depois da publicidade

Na mitologia nórdica, Thor se traveste de noiva, mas não altera seu gênero. Zeus, na mitologia grega, conseguia se transformar em animais, mas também não flui de gênero. Porém, Loki não é o único deus que brinca com essa dicotomia.

Essa dubiedade é normal em várias religiões. Hermafrodito, o andrógino da Grécia, Iansã e Olokun na cultura Iorubá. Se admite em muitas culturas que os deuses podem assumir a forma de homens ou mulheres porque não são. Mesmo as definições de gênero mudam de cultura para cultura.

Leona

Independentemente da identificação de gênero de Loki, podemos festejar que o personagem seja um símbolo de representatividade LGBTQIA+ na Marvel, tendo inclusive se assumido bissexual na série.

Mais uma chance de tanta gente se identificar com personagens de um universo tão poderoso.

Um universo de conteúdo para assistir do seu jeito.

O Conto de Aia
Flack
Acende a Luz
De Férias com o Ex - Brasil
Schitts Creek
The Office
Patrulha Canina
Inimigos da HP