PUBLICIDADE
Topo

Alice Braga representou o Brasil na Pixar com 'Soul' e agora sonha com mais

A atriz brasileira Alice Braga trabalhou com a Pixar em "Soul"
A atriz brasileira Alice Braga trabalhou com a Pixar em "Soul"
JC Olivera/Getty Images

Ana Carolina Silva

De Splash, em São Paulo

21/01/2021 04h00

Neste momento, Alice Braga está entre os nomes brasileiros mais próximos da Pixar. A atriz sonha com novas chances futuras no estúdio após fazer parte do elenco original de "Soul". Na versão em inglês do filme, ela dubla um dos Jerry (nome que, na versão brasileira, foi traduzido para "Zé").

reprodução/Instagram/Alice Braga - reprodução/Instagram/Alice Braga
Alice Braga em visita aos estúdios da Pixar
Imagem: reprodução/Instagram/Alice Braga
Continua depois da publicidade
Amei conhecer o Pete Docter [diretor de 'Soul' e 'Divertida Mente']. Foi uma honra. É um artista maravilhoso pela forma como conduz temas delicados e profundos através da animação.
Alice Braga a Splash

Este é o Jerry dublado por Alice em "Soul":

reprodução/Pixar - reprodução/Pixar
Imagem: reprodução/Pixar

A proximidade entre Alice e Pete é boa notícia para quem torce por mais chances a artistas brasileiros. Ele é um dos principais nomes da Pixar. Além de "Soul" e "Divertida Mente", o cara dirigiu os elogiados "Up" e "Monstros S.A.". Imagina se ele fizer uma história passada no Brasil? Queremos muito!

Sonha comigo! Quero muito trabalhar mais com a Pixar. Como fã, entrar no espaço criativo de um estúdio que comunica tanto com o mundo foi especial. Foi bonito ver a mágica deles.
Alice Braga
Continua depois da publicidade

A tradução "Zé" para o nome Jerry pode até dar a impressão de serem personagens masculinos, mas, na verdade, os "Jerrys" da história não têm gênero —eles são seres corpóreos que representam o universo todo. Por isso, na versão americana de "Soul", Alice interpreta a Jerry principal sem problemas.

"Soul" sofreu com os adiamentos por causa do coronavírus, mas a sensação é de que o filme foi lançado na hora ideal, no momento histórico mais apropriado: afinal, quer contexto melhor para uma história sobre a importância da vida do que uma pandemia? Muita gente precisava daquelas mensagens.

Parece que esse filme tinha de ser lançado em 2020, não antes e nem daqui a cinco anos, para trazer suas mensagens para o mundo que está tão dividido por tantas problemáticas.
Alice Braga
divulgação/Disney Pixar - divulgação/Disney Pixar
Imagem: divulgação/Disney Pixar