PUBLICIDADE
Topo

Felipe Neto critica deputado bolsonarista que pediu que a PF o investigasse

O youtuber (e empresário) Felipe Neto
O youtuber (e empresário) Felipe Neto
Leo Aversa/Agência O Globo/divulgação Felipe Neto

Ana Carolina Silva

De Splash, em São Paulo

29/09/2020 21h04

Felipe Neto descobriu, hoje, que o deputado bolsonarista José Medeiros (Podemos-MT) pediu em junho à PGR (Procuradoria-Geral da República) que o Ministério da Justiça o investigasse —junto à Polícia Federal— por suposto crime contra a segurança nacional por ter apoiado protestos "antifascistas".

Por meio de assessoria de imprensa, Felipe Neto afirma que, como já é de conhecimento de todos, a partir do momento em que assumiu postura crítica em relação ao governo vigente, vem sendo alvo de uma criminosa campanha difamatória.

- defendeu-se Felipe Neto ao Splash

Continua depois da publicidade

Vice-líder do governo Bolsonaro na Câmara, o deputado se justificou assim ao pedir abertura de inquérito:

O senhor Felipe postou em suas redes sociais (...) manifestações de apoio ao movimento 'Antifa', dizendo que 'não se dialoga com fascista' e que se deve fazer o que for preciso.

deputado josé medeiros - Michel Jesus/ Câmara dos Deputados - Michel Jesus/ Câmara dos Deputados
O deputado José Medeiros (Podemos-MT)
Imagem: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados

Em 31 de maio deste ano, Felipe publicou a seguinte mensagem no Twitter:

Não se dialoga com fascista. Lugar de fascista é na cadeia. Se a polícia se recusa a prender e quem está no poder defende o fascismo, é necessário fazer o que for preciso.

Continua depois da publicidade

Na mesma data, José Medeiros alertou o youtuber sobre seu desejo de denunciá-lo à PGR; Felipe disse que não responderia pois acreditava no que havia postado sobre fascismo.

Além do youtuber, outras pessoas foram citadas no pedido encaminhado por José Medeiros à PGR em junho: os deputados federais Sâmia Bomfim (PSOL-SP) e Glauber Braga (PSOL-RJ), e o candidato a prefeito de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL).

Recentemente, Felipe Neto foi eleito pela revista Time, dos Estados Unidos, como uma das 100 personalidades mais influentes do mundo em 2020 —o único outro brasileiro da lista é o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).