PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

RedeTV! insiste no desserviço de transformar combate à covid em Fla-Flu

Luís Ernesto Lacombe, apresentador do "Opinião no Ar" e do "Agora com Lacombe" na RedeTV! - Divulgação/RedeTV
Luís Ernesto Lacombe, apresentador do "Opinião no Ar" e do "Agora com Lacombe" na RedeTV! Imagem: Divulgação/RedeTV
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

16/04/2021 14h36

Entre as novidades de sua nova grade noturna, a RedeTV! criou o "Agora Com Lacombe", um programa jornalístico de uma hora, apresentado por Luis Ernesto Lacombe, às quintas-feiras, às 23h30.

A emissora promete quatro formatos diferentes, um a cada semana. O da estreia, nesta quinta (15), foi o "Fogo Cruzado", que teve a intenção de promover "uma discussão entre dois especialistas com opiniões distintas sobre a pandemia da Covid-19".

De um lado, sentou-se o médico que preside a Associação Médica Brasileira, representante de centenas de associações estaduais e regionais. De outro, estava um médico cujas afirmações já foram classificadas como "falsas" por diferentes agências verificadoras de fatos e por empresas como o You Tube.

Lacombe, a quem cabia intermediar o debate, mostrou-se claramente mais simpático ao segundo médico. Mais de uma vez criticou "a mídia", como se não fizesse parte dela, sugerindo haver um conluio para estabelecer uma "narrativa" a respeito da pandemia.

O programa tentou dar aparência de debate a um conflito entre um defensor de fatos científicos e outro que nega estas evidências. Ou seja, o combate à pandemia ganhou o status de um bate-papo sobre futebol, em que cada um tem a sua opinião sobre o jogo. Em termos de informação, não serve para nada.

É notório que há políticos interessados em transformar o combate à covid em Fla-Flu. Quando um programa supostamente jornalístico abraça esse interesse, apoiando algum lado desta disputa, ele deixa de contribuir para o esclarecimento e aposta na desinformação. É um desserviço.

Infelizmente, não é a primeira vez que a RedeTV! adota esta postura.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL