PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

BBB omite discurso antirracista de Ludmilla e menção de Gil a bolsominions

BBB 21: Ludmilla canta e manda recado: "Respeita o nosso funk, respeita a nossa cor, respeita o nosso cabelo" - Reprodução/Globoplay
BBB 21: Ludmilla canta e manda recado: "Respeita o nosso funk, respeita a nossa cor, respeita o nosso cabelo" Imagem: Reprodução/Globoplay
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

05/04/2021 00h36Atualizada em 05/04/2021 11h12

Ao resumir neste domingo (04) os acontecimentos da festa de sábado (03), Mr. Edição mostrou diferentes momentos do show de Ludmilla, menos o mais importante. Antes de cantar a terceira música da noite, ela fez um apelo por "respeito" aos negros.

"A próxima música que vou cantar agora fala sobre uma coisa que o mundo está precisando, que é respeito. Respeita o nosso funk, respeita a nossa cor, respeita o nosso cabelo. Respeita caral**!", disse ela nos últimos segundos do programa de sábado:

João e Camilla se abraçaram na hora em que Ludmilla falou, entendendo que ela estava se referindo ao comentário preconceituoso que Rodolffo havia feito mais cedo sobre o cabelo do professor. Assim que terminou a sua apresentação, a cantora escreveu no Twitter: "O black do João é mais lindo ainda pessoalmente".

Posteriormente, Ludmilla negou que sua fala tivesse qualquer referência com o "BBB 21". Em todo caso, foi uma fala antirracista, contundente, que merecia ser relembrada no programa de domingo.

Gil  - Reprodução/Globoplay - Reprodução/Globoplay
BBB 21: Gil e João Luiz conversam sobre Rodolffo
Imagem: Reprodução/Globoplay

Mr. Edição também não mostrou um comentário de Gilberto prevendo que iria para o paredão contra Rodolffo e que seria muito votado por seguidores do presidente Bolsonaro: "No máximo, vai ser um paredão apertadinho com os bolsominions votando em mim".

A edição do programa teve um comportamento diferente no início de março, quando Sarah disse que gostava de Bolsonaro. A frase foi resgatada e exibida no programa.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL