PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

A regra é clara, Mion: Biel devia ter sido advertido por comentário na roça

A Fazenda: Marcos Mion fala sobre o carro de som que mandou recado para Mirella e avisa que Record vai punir responsáveis - Reprodução/RecordTV
A Fazenda: Marcos Mion fala sobre o carro de som que mandou recado para Mirella e avisa que Record vai punir responsáveis Imagem: Reprodução/RecordTV
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

28/10/2020 01h17

Se tem uma coisa que não falta na "Fazenda" são punições. Sempre muito rígida com o cumprimento das regras, a direção do reality show da Record adora distribuir sanções aos participantes.

Eles passam, às vezes, dois dias sem água por cometerem erros bobos, como trocar de roupa dentro do banheiro ou levar um biscoito de um ambiente para o outro da casa.

Já foram 29 punições desde a estreia do programa, em 8 de setembro. E dá-lhe punição. Corte de gás, água quente, academia, ovos... Os participantes vivem numa escola rigorosa sob os olhos de um bedel muito ranzinza.

Por isso causou tanto espanto e indignação o comportamento da direção do programa na formação da roça nesta terça-feira (27). O apresentador Marcos Mion já avisou várias vezes que o detentor dos poderes da noite não pode dar nenhuma dica sobre o conteúdo deles. O sigilo é obrigatório.

O cantor Biel, porém, não respeitou a regra e comentou com Victoria e Juliano sobre um dos poderes. Não chegou a descrever o conteúdo, mas deixou claro que era algo positivo.

Todos os espectadores sabem que ele não podia ter feito isso. Mas Mion, em vez de adverti-lo, justificou-se com o público dizendo que Biel não falou nada demais. Sei que a culpa não foi do apresentador, mas de quem o mandou ler esse disparate. Um momento vergonhoso da "Fazenda".

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL