PUBLICIDADE
Topo

Calça de "maconha" comprada na Índia virou meu uniforme da quarentena

Iasmin Franco com a calça comprada pelo namorado durante viagem para a Índia  - Arquivo Pessoal
Iasmin Franco com a calça comprada pelo namorado durante viagem para a Índia Imagem: Arquivo Pessoal

Marilia Marasciulo

Colaboração para Nossa

05/10/2020 04h00

Iasmin Franco

Iasmin Franco

Profissão

Psicóloga

Minha roupa com história

Calça de cânhamo comprada na Índia pelo namorado

Tenho usado muita maconha nesta quarentena. Não, espera, não é isso que você está pensando. É uma calça de maconha. Na verdade, é feita de cânhamo, que é uma variedade da Cannabis, mas acho engraçado falar que ela é de maconha. Mais legal ainda é saber que ela veio de muito longe, lá da Índia.

Na verdade, quem comprou foi meu namorado, o Felipe, que passou 20 dias no país em 2012. Ele foi a Rishikesh, uma cidade próxima do Himalaia, com um grupo de brasileiros que iam participar de Satsangs com o Sri Prem Baba (um mestre espiritual brasileiro que, em 2018, anunciou seu recolhimento após acusações de abusos sexuais) — o Felipe nem tinha tanto interesse assim na história do Prem Baba, mas achou que seria uma boa oportunidade de conhecer a Índia.

Chegando lá, descobriu que parte do programa incluía aulas de ioga, então resolveu comprar uma calça mais confortável para a prática. Encontrou essa em uma lojinha de rua, parte de um conjunto com uma camiseta, também feita de cânhamo.

Felipe, namorado de Iasmin, na Índia com a calça - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Felipe, namorado de Iasmin, na Índia com a calça
Imagem: Arquivo Pessoal

O problema é que ela acabou rasgando depois de algumas aulas, não tinha a flexibilidade necessária para a ioga — ou talvez ele que tenha comprado o tamanho errado.

Pensando bem, agora que paramos para pensar, talvez ela seja uma calça feminina?

Iasmin Franco - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Iasmin Franco
Imagem: Arquivo Pessoal

Ele trouxe de volta, a mãe dele costurou (muitos risos de pensar na minha sogra costurando a calça de maconha), mas nunca voltou a usar. Achava que o nível hippie indiano não parecia se encaixar com a região que vivia na serra gaúcha.

Um pouco antes da quarentena, ele estava fazendo uma limpa nas roupas dele, separando algumas para doar. Nisso, encontrou a calça e me mostrou, perguntando se eu queria.

Eu amei. Ela é uma delícia, de cintura alta, com bolsos, super macia. Tem a textura de um algodão e, mesmo sendo branca, não fica transparente.

Etiqueta da calça de cânhamo, planta de Cannabis cultivada por suas sementes, fibras e caule, que se obtém usos têxteis - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Etiqueta da calça de cânhamo, planta de Cannabis cultivada por suas sementes, fibras e caule, que se obtém usos têxteis
Imagem: Arquivo Pessoal

Cheguei a usar algumas vezes para sair antes da pandemia, e agora virou meu uniforme da quarentena.

Se eu pudesse, usaria a todo momento, mas infelizmente tenho que colocar para lavar às vezes. Embora já tenha rasgado, acho que foi ele é que usou errado mesmo, porque ela muito resistente. Não vejo a hora de a quarentena acabar para eu poder sair exibindo minha calça de maconha por aí!

Como usar

Comfy

A combinação monocromática, com modelagem soltinha em todas as peças, cria um look “uniforme” cheio de conforto. Para um toque de estilo, experimente brincar com diferentes texturas de tecidos.

Cool

A calça branca básica, de cintura alta, fica descolada com a barra dobrada e uma camisa jeans. Os acessórios arrematam o visual fashion, com destaque para o equilíbrio com o colar chamativo.