PUBLICIDADE
Topo

"Tendência é aquilo que funciona melhor para você", diz Sylvain Justum

Editor e consultor de moda, Sylvain Justum reflete sobre o que construiu seu estilo ao longo dos anos - Arquivo Pessoal
Editor e consultor de moda, Sylvain Justum reflete sobre o que construiu seu estilo ao longo dos anos Imagem: Arquivo Pessoal

Maria Carolina Gimenez

Colaboração para Nossa

06/07/2020 04h00

Sylvain Justum

Sylvain Justum

QUEM É

Franco-brasileiro, jornalista, consultor e editor de moda, Sylvain Justum atua há mais de 20 anos no mercado de moda e luxo brasileiro, com passagens na GQ Brasil, Vogue Brasil, Harper's Bazaar e GNT Fashion.

Defina seu estilo em algumas palavras.
Eu chamaria meu estilo de urbano minimalista. Com foco em peças neutras, atemporais e versáteis.

O que é indispensável para você e não pode faltar no seu armário?
Calças pretas. Elas são a base ideal para qualquer produção, do casual ao mais alinhado.

Um acessório que não abre mão?
Perfume. Tenho usado até na quarentena pra ficar em frente ao computador dentro de casa, por mais relax que seja a produção.

Sportswear x casual chic.
O casual chic é mais versátil. E acho que passei da idade para o sportswear.

Com qual marca nacional mais se identifica e por quê?
VR Collezioni e Egrey. Ambas têm uma pegada urbana, prática e alinhada. As duas marcas fazem um casualwear menos banal, com um bem-vindo twist em peças clássicas que duram várias estações.

Curte seguir tendências? Tem alguma que achou que jamais usaria, mas acabou incluindo no seu estilo?
Parei de seguir tendências, mas no passado já usei até calça saruel! Hoje prefiro incorporar as mudanças da moda em pequenos detalhes, como as pregas e as referências jogging nas calças. Depois que você entende o seu corpo e o que funciona melhor para você, as tendências não fazem mais sentido.

Poucas e boas roupas ou várias opções?
Confesso que sou um pouco acumulador, mas, no fundo, acabo usando sempre as mesmas roupas. Gosto de ter várias opções por segurança, mas, na prática, as poucas e boas roupas predominam.

Uma peça que jamais usaria?
Algo superestampado, maximalista. Não tem absolutamente nada a ver comigo.

Um ícone de estilo?
Serge Gainsbourg. Com ele entendi que ter estilo é, acima, de tudo, uma questão de atitude.