PUBLICIDADE
Topo

Meu estilo: "É sempre verão em algum lugar do mundo", diz Ricardo Moreno

Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal

Maria Carolina Gimenez

Colaboração para Nossa

22/06/2020 04h00

Ricardo Moreno

Ricardo Moreno

QUEM É

Jornalista, curitibano, com 20 anos de carreira formado, desde 2015 toca o The Summer Hunter, onde conta histórias de pessoas e destinos. Tendência é inspiração e “é sempre verão em algum lugar do mundo” é o principal discurso.

Defina seu estilo em algumas palavras.
Desencanado-preguiçoso-preocupado-com-o-cabelo-mais-do-que-deveria.

O que é indispensável para você e não pode faltar no seu armário?
Calça preta. Camiseta branca (com bolso). Cashmere preto. Tênis branco. E duas camisas de linho: uma branca, outra preta. E uma mala de mão, ainda que não seja possível viajar no momento.

Um acessório que não abre mão?
Anéis, apesar de tê-los deixado de lado durante essa quarentena. E óculos de sol.

Sportswear x casual chic?
O que é isso?

Com qual marca nacional mais se identifica e por quê?
Com nenhuma. Mas gosto bastante de algumas peças da Handred, da Hering e da Oriba. Das estrangeiras também conheço pouco, mas faz anos que consumo três delas, e não pretendo mudar: Edwin e Acne para denim, Uniqlo para todo o resto.

Um tênis?
Converse cano baixo e Adidas Originals.

Curte seguir tendências? Tem alguma que achou que jamais usaria, mas acabou incluindo no seu estilo?
Não me vejo um seguidor de tendências, mas sou obcecado por tote bags e, de uns anos pra cá, me peguei amarrando calça jeans com barbante.

Poucas e boas roupas ou prefere ter várias opções?
Pouquíssimas, ainda que nem todas sejam boas.

Uma peça que jamais usaria?
Pochete, exceto no Carnaval.

Um ícone de estilo?
Louis Garrel. Tyler Brûlé. E meu pai nos anos 1970, não necessariamente nessa ordem.