PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Posse de Bola

Programa semanal de futebol com Juca Kfouri, Mauro Cezar Pereira, Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi


ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Posse de Bola #119: Brasileiros estreiam na Libertadores. Quem agradou?

Do UOL, em São Paulo

23/04/2021 12h52

A semana marcou a estreia dos brasileiros na fase de grupos da Libertadores e da Copa Sul-Americana, sendo que na principal competição do continente o São Paulo teve uma vitória tranquila diante do Sporting Cristal, no Peru, o Flamengo bateu o Vélez Sarsfield de virada, o Palmeiras quase se complicou contra o Universitario, também em Lima, o Fluminense empatou com o River Plate no Maracanã, como o Atlético-MG diante do La Guaira, na Venezuela, enquanto Santos e Internacional foram derrotados.

No podcast Posse de Bola #119, os jornalistas Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira analisam as estreia na Libertadores, discutem quem foi melhor, deixou boa impressão e quem foi pior na primeira partida da fase de grupos, além de comentarem a primeira partida do Corinthians na Sul-Americana, no empate sem gols com o River Plate paraguaio.

Em sua análise sobre quem teve a melhor estreia na Libertadores, Arnaldo Ribeiro considera que foi o São Paulo, por ter dominado o Sporting Cristal sem sofrer riscos em nenhum momento da partida, ainda que fosse um adversário mais fraco do que o Vélez Sarsfield, derrotado pelo Flamengo, e o River Plate, que empatou com o Fluminense.

"Acho que o São Paulo teve a melhor estreia, mesmo que o Flamengo tenha vencido um adversário mais poderoso, porque o São Paulo em nenhum momento, em nenhum minuto do jogo foi inferior ao adversário ou correu algum risco, foi uma estreia daquelas com autoridade completa. Fez um ótimo jogo, as alterações do Crespo para a partida deram total resultado, o Benítez jogou bem, o esquema com três zagueiros foi bem, o time sobrou, como há tempos não sobrava", afirma Arnaldo.

"Esse foi o quinto jogo consecutivo de vitória do São Paulo com o Crespo desde que teve a parada por conta do Paulistão interrompido. Nesses cinco jogos, o São Paulo teve bons desempenhos e aproveitou bem esse período de parada para aprimorar, acho que o técnico foi muito bem nesse período", completa.

Elenco reforçado e Crespo aproximam São Paulo dos 'bichos-papões'

Arnaldo Ribeiro também analisa o elenco do São Paulo e considera que o clube com a chegada da comissão técnica de Hernán Crespo e os reforços avalizados pelo argentino se aproxima de Flamengo, Palmeiras e Atlético-MG, sendo que se mostra mais organizado que o time de Cuca.

"Eu já achava o elenco do São Paulo entre os melhores do Brasil, não no nível do Flamengo, que além de tudo tem um time incomparável, time titular, por enquanto, mas do nível ou próximo ao do Palmeiras e próximo ao do Atlético-MG. Entre os brasileiros que desafiam esse trio dos ricos, o São Paulo disparado é o que tinha mais elenco, disparado. Então o São Paulo terminar em quarto lugar o Brasileiro era do tamanho do elenco do São Paulo, por exemplo, e agora aconteceu o seguinte, a comissão técnica do São Paulo é bem melhor que a comissão técnica anterior, não tem nem comparação. Experiência, vivência, versatilidade, trato com o elenco, não tem nem comparação Crespo com Diniz", diz Arnaldo.

"O São Paulo contratou seis jogadores, perdeu um. Dos seis jogadores, alguns mostraram que vieram para titulares e aí o nível do elenco do São Paulo melhorou. Talvez, se pegar todos, o Flamengo manteve o elenco, teve uma ou outra alteração, o Palmeiras uma contratação e está tentando outra, o Atlético-MG trouxe o Hulk e o Nacho Fernandez, só que o Atlético-MG, aí eu pego o ponto que o Mauro coloca em relação que é um time meio construído Frankenstein, o Sampaoli queria não sei quem, outro não sei quem, o Cuca chegou, o Cuca não gosta de trabalhar com muita gente, o São Paulo não, o São Paulo aconteceu o seguinte, o Crespo chegou e com ele seis jogadores, avalizados por ele", completa.

Arnaldo considera que o São Paulo acertou no momento da troca de treinador, nas contratações e ainda aproveitou bem paralisação do Campeonato Paulista para ajustes do time. Para ele, o clube se aproxima de Flamengo e Palmeiras, os campeões da última temporada, mas também tem que lidar com a falta de títulos, o que leva a valorizar o estadual, diferentemente dos rivais.

"O São Paulo fez as coisas no momento certo, a troca de técnico no momento certo, as contratações no momento certo e ainda contou com essa sorte da paralisação do Paulista e deu para treinar. Então o São Paulo se aproximou sim dos bichos-papões do futebol brasileiro nesse inicio de trabalho. Agora, é muito jogo, maratona absurda, e de todos esses que a gente falou, só um precisa do título estadual, o Atlético-MG está se lixando, o Palmeiras vai ser eliminado e está se lixando, o Flamengo talvez ganhe a Taça Guanabara aí, mas dane-se, o São Paulo precisa ganhar o Paulistinha", diz Arnaldo.

"O São Paulo vai ter que fazer opções em algum momento. Aquela coisa que o River faz e o Boca faz, que é muitas vezes abrir mão do time principal em um jogo de Libertadores para jogar uma competição local, o São Paulo provavelmente vai fazer, por incrível que pareça, até porque tem um técnico argentino, isso faz a diferença. Então eu acho que o São Paulo se aproximou sim no futebol praticado, na formação do elenco e sobretudo na troca da comissão técnica, o São Paulo nessa temporada é mais forte que na temporada anterior. Se vai ganhar ou não, são outros 500", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL