PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Posse de Bola

Programa semanal de futebol com Juca Kfouri, Mauro Cezar Pereira, Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi


ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Posse de Bola #100: Inter e Flamengo palmo a palmo, Vasco afunda, SPFC vence

Do UOL, em São Paulo

15/02/2021 12h34

Em rodada decisiva na disputa pelo título brasileiro, Internacional e Flamengo venceram seus jogos na semana anterior ao encontro que pode definir o campeão em caso de vitória da equipe de Abel Braga no Maracanã. E a rodada manteve o São Paulo, que venceu pela primeira vez em 2021, como único clube que pode ainda levar o Brasileirão, embora com chances bem menores.

No podcast Posse de Bola #100, os jornalistas Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira analisam os capítulos finais da disputa pelo título brasileiro, o VAR sendo mais uma vez protagonista, ao não funcionar ou funcionar apenas parcialmente em São Januário, e ainda as demais brigas por vaga em Libertadores e contra o rebaixamento, com a situação delicada do Vasco, o Atlético-MG fora da briga e Jorge Sampaoli mudando o discurso sobre permanência e o Palmeiras vencendo após o fiasco no Mundial.

Juca Kfouri afirma que a vitória do Inter acaba sendo maior no jogo com o Vasco, em que esperava por um empate, mas vê a briga interessante nas rodadas finais e não descarta o São Paulo, desde que vença o clássico diante do Palmeiras, na próxima sexta-feira, no Morumbi, jogo atrasado que o deixaria a quatro pontos da liderança, com seis em disputa, e na torcida por um empate domingo no Maracanã.

"Eu supunha que o Inter não vencesse o Vasco em São Januário, que fosse terminar empatado, razão pela qual eu apostava no Flamengo líder já nessa rodada, o que não aconteceu, portanto, eu acho que o resultado maior foi o resultado do Inter, por ganhar do Vasco por 2 a 0. O Flamengo tinha meio que a obrigação de ganhar do Corinthians como ganhou", diz Juca.

"Inter e Flamengo disputam palmo a palmo o título brasileiro, mas olha, esse campeonato, que já cheguei a dizer que não terá campeão, e que agora eu digo, terá um campeão com cor vermelha na camisa, introduziu o nosso glorioso São Paulo na luta pelo título. O grande problema do São Paulo, eu estou convencido, será vencer o Palmeiras", completa.

O jornalista cita a forma diferente pela qual jogou o time dirigido pelo interino Marcos Vizolli diante do Grêmio, em Porto Alegre, fugindo de características que eram apresentadas durante o período sob o comando de Fernando Diniz.

"O São Paulo passando pelo Palmeiras vai ser interessantíssimo, porque esse jogo do Maracanã domingo está com uma cara de empate brutal, vai ficar muito divertido se o São Paulo puder ainda ser campeão no último jogo contra o Flamengo, porque do Botafogo, evidentemente, o São Paulo vai atropelar", diz Juca.

"Este novo São Paulo, o São Paulo da ligação direta, em que Tiago Volpi faz um lançamento para gol, quem diria, Fernando Diniz deve ter tido um troço na casa dele, o São Paulo aguerrido, uma beleza o final desse campeonato, viva o campeonato de pontos corridos, delicioso", completa.

A crítica de Juca fica em relação ao VAR, com o sistema que aponta as linhas de impedimento não tendo sido utilizado no primeiro gol do Internacional contra o Vasco sob a alegação de que estava descalibrado, situação que o jornalista afirma não haver igual no mundo, criticando o chefe de arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba.

"Das coisas mais ridículas que eu já ouvi na história do VAR, e olha que tem coisas ridículas na história do VAR brasileiro, na história do VAR da Conmebol. Mas como essa é a primeira vez que eu ouço, andei pesquisando ontem, mas no Afeganistão não aconteceu de o VAR não poder ser usado porque as linhas estavam bêbadas. Aqui na CBF aconteceu, o senhor Gaciba está de parabéns, ele escolhe as empresas para trabalhar com ele, as pessoas, a dedo", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL