PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Turquia bane jogador de clube de futebol curdo por agressão a adversários

07/03/2019 14h32

ANCARA (Reuters) - Um jogador de futebol do clube curdo Amedspor, da terceira divisão turca, foi banido do esporte por agredir jogadores adversários, informou a Federação Turca de Futebol (TFT) nesta quinta-feira.

Mansur Calar, de 33 anos, foi suspenso de todas as partidas oficiais por 4 anos e multado em 25 mil liras (4.600 dólares) por "agressões a jogadores adversários" durante o empate em 1 x 1 contra o Sakaryaspor no fim de semana, informou a federação.

Processualmente, qualquer suspensão superior a 3 anos na Turquia representa uma suspensão por toda a vida, o que significa que Calar não poderá voltar a jogar futebol no país.

Imagens da partida mostraram os jogadores do Sakaryaspor sendo atacados por Calar com o que parecia ser uma arma afiada. Depois da partida, os jogadores agredidos pareciam ter cortes em partes de seus corpos e rostos onde Calar os atacou.

Com a decisão da federação, Calar se torna o segundo jogador do Amedspor, que joga na maior cidade do sudeste turco amplamente curdo, a receber uma suspensão pelo resto da vida.

No ano passado, o jogador curdo-alemão Deniz Naki, que havia anteriormente sido condenado por apoiar o clandestino Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), também foi suspenso pelo resto da vida por "propaganda separatista e ideológica".

O Amedspor está constantemente no centro de controvérsias, com os jogos da equipe geralmente ofuscados por conflitos entre forças de segurança turcas e militantes curdos.

Cerca de 40 mil pessoas foram mortas desde que o PKK pegou em armas contra o Estado turco em busca de autonomia para o sudeste do país. O PKK é considerado uma organização terrorista pela Turquia, pelos Estados Unidos e pela União Europeia.\

(Reportagem de Tuvan Gumrukcu)

Esporte