PUBLICIDADE
Topo

Marfinense Wilfried Zaha, do Crystal Palace, denuncia ameaças racistas na web

12/07/2020 19h17

Londres, 12 jul (EFE).- Wilfried Zaha, atacante marfinense do Crystal Palace, da Inglaterra, denunciou neste domingo ameaças racistas recebidas por ele através das suas redes sociais.

O jogador mostrou várias capturas de tela das mensagens recebidas através do Instagram, onde recebia ameaças de uma pessoa.

"É melhor você não verificar amanhã, seu preto imbecil, ou eu irei à sua casa fantasiado de fantasma", escreveu essa pessoa, enviando em seguida uma série de imagens da Ku Klux Klan.

A polícia de West Midlands informou que prendeu um garoto de 12 anos que seria o suposto autor dessas mensagens.

Hoje, Zaha esteve em campo na derrota do Palace para o Aston Villa por 2 a 0, pelo Campeonato Inglês.

Este incidente ocorre dias após a Premier League estabelecer um sistema de proteção para jogadores de futebol e suas famílias para quando receberem insultos e ameaças através das redes sociais.

"Isso é uma vergonha absoluta e não deveria estar ocorrendo. Estamos com você, Wilf, e com qualquer pessoa que tenha sofrido abusos tão terríveis", disse o Crystal Palace em comunicado.

Esporte