Topo

Esporte


Melhor em campo, Gatito diz que empate com Catar teve "sabor amargo"

16/06/2019 20h28

Rio de Janeiro, 16 jun (EFE).- Mais à vontade entre todos os estreantes na Copa América de Paraguai e Catar neste domingo, já que jogava na cidade onde mora, o Rio de Janeiro, o goleiro Gatito Fernández se disse feliz por ter sido eleito o melhor em campo no duelo entre as duas seleções no Maracanã, mas lamentou o empate em 2 a 2 após a 'Albirroja' abrir dois gols de vantagem.

"É um gosto amargo. Não de derrota, porque a gente conseguiu somar um ponto, mas esse sabor amargo ficou chato para a gente, por causa do trabalho que fizemos no jogo. A gente conseguiu fazer um placar muito bom, de 2 a 0, mas acabamos levando o empate no final", disse o goleiro do Botafogo, que tirou lições da partida válida pelo grupo B do torneio.

"Acho que a gente, para se defender, precisa ficar mais tempo com a bola, acho que foi isso que faltou hoje, sermos um pouco mais organizados dentro de campo. No momento em que a gente tiver a bola, deve ficar com ela para não sofrermos muito. Era o Catar que tinha que buscar o empate", comentou.

Sobre ter sido escolhido o melhor jogador da partida, Gatito, que fez pelo menos duas defesas muito importantes, comemorou.

"Fico feliz, porque foi o primeiro jogo da Copa, é sempre um pouco mais difícil para todos os jogadores, e eu consegui ajudar meus companheiros", afirmou. EFE

Mais Esporte