PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Morales quer incluir Bolívia em candidatura conjunta para a Copa de 2030

18/12/2018 15h26

Montevidéu, 18 dez (EFE).- O presidente boliviano, Evo Morales, anunciou nesta terça-feira, durante a cúpula de presidentes do Mercosul, que tem o desejo de somar a Bolívia à candidatura conjunta formada por Argentina, Paraguai e Uruguai para sediar a Copa do Mundo de 2030.

"Aproveito esta oportunidade, estando no Uruguai, onde em 1930 foi realizada a primeira Copa do Mundo, (para expressar) o grande desejo que temos como bolivianos de, com 100 anos do Mundial, garantir que em 2030 seja um Mundial da América do Sul", afirmou o governante.

Morales explicou que os países sul-americanos têm "a obrigação" de acompanhar as confederações para a organização desta Copa do Mundo, já que o continente conta com três potências do futebol: Brasil, Argentina e Uruguai.

"Será no Uruguai, na Argentina (e no Paraguai) e o nosso pedido, com muito respeito, é que tenhamos também dois ou três departamentos como subsedes. Existe a informação que agora serão mais de 30 países (competindo), então acho que vai ser difícil um país garantir essa competição", concluiu.

Além dos países sul-americanos, a Copa do Mundo de 2030 tem como candidatos a sede a Inglaterra e um bloco formado por Bulgária, Sérvia, Grécia e Romênia.

Esporte