PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Kashima vira contra Chivas e reedita final de 2016 contra Real Madrid

15/12/2018 13h00

Al Ain (EAU), 15 dez (EFE).- Apesar de ter sofrido um gol nos instantes iniciais, o Kashima Antlers se recuperou, venceu o Chivas Guadalajara por 3 a 2 de virada neste sábado, em Al Ain (Emirados Árabes), e se classificou para as semifinais do Mundial de Clubes, em que vai reeditar a decisão de dois anos atrás contra o Real Madrid.

O Chivas, vencedor da Liga dos Campeões da Concacaf, começou a partida no Hazza Bin Zayed Stadium com tudo e fez 1 a 0 logo aos dois minutos do primeiro tempo. Brizuela fez ótima jogada individual pela direita e levantou na medida para Zaldivar marcar de cabeça.

O representante mexicano levou a vantagem para o intervalo, mas o campeão asiático empatou bem no começo da segunda etapa, aos três minutos. Serginho lançou por baixo, Doi cruzou e Nagaki deixou tudo igual.

Grande nome do Kashima na conquista da Liga dos Campeões da Ásia, Serginho, que neste ano defendeu também o América-MG, virou o jogo aos 23 minutos, ao cobrar pênalti sofrido por Doi. Mais tarde, aos 38, Abe foi acionado na área, dominou e finalizou no ângulo, tirando qualquer chance de defesa de Gudiño.

O Chivas ainda diminuiu a diferença, mas não evitou a eliminação. Pulido bateu penalidade, marcada com auxílio do árbitro de vídeo, o goleiro Kwoun defendeu, mas o próprio Pulido dividiu com Shoji, e a bola entrou.

Classificado, o time japonês, que hoje contou também com o volante Léo Silva, ex-Cruzeiro, voltará a cruzar com o Real na próxima quarta-feira. Em 2016, a equipe da Ásia chegou a estar vencendo o representante espanhol por 2 a 1, mas sofreu o empate e foi derrotado na prorrogação.

Na outra semifinal, marcada para terça-feira, o River Plate, campeão da Taça Libertadores, medirá forças com o Espérance, da Tunísa, ou o anfitrião Al Ain.

Esporte