PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Derrotado na final em Madri, Boca volta à Argentina em silêncio e de férias

10/12/2018 17h23

Buenos Aires, 10 dez (EFE).- A delegação do Boca Juniors retornou nesta segunda-feira à Argentina um dia depois da derrota para o rival River Plate na partida de volta da final da Taça Libertadores, no estádio Santiago Bernabéu, em Madri, sem falar com a imprensa e de férias, já que voltará a campo apenas em janeiro.

Os vice-campeões da América chegaram ao aeroporto Ministro Pistarini, em Ezeiza, ao meio-dia (local, 13h de Brasília) e nenhum dos jogadores deu declarações. Nenhum torcedor 'xeneize' foi recepcionar a equipe.

O volante Fernando Gago, que se machucou durante a derrota por 3 a 1 na prorrogação, não entrou no ônibus junto aos companheiros, deixando o local em um carro particular.

O próximo compromisso marcado do hexacampeão da América é o jogo contra o Newell's Old Boys, no último fim de semana de janeiro, pelo Campeonato Argentino. Entretanto, ainda antes disso, mas sem data marcada, terá que disputar os jogos adiados para a disputa da final da Libertadores, contra San Martín de San Juan e Atlético Tucumán.

Quinto colocado do torneio, com 24 pontos, o Boca não deverá ter o técnico Guillermo Barros Schelotto à frente do time nessas partidas. O vínculo do treinador, que se encerra em 31 de dezembro, não deverá ser renovado.

Esporte