PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Piloto suspenso por puxar freio de rival se envolve em nova polêmica

Suspenso da Moto2, Fenati foi flagrado dirigindo a mais de 200km/h, na Itália - Mirco Lazzari/gp/Getty Images
Suspenso da Moto2, Fenati foi flagrado dirigindo a mais de 200km/h, na Itália Imagem: Mirco Lazzari/gp/Getty Images

18/11/2018 15h43

O italiano Romano Fenati, que está suspenso até fevereiro do Campeonato Mundial de Motovelocidade, foi flagrado pela polícia conduzindo um carro a cerca de 200 km/h, em uma estrada localizada no norte da Itália, conforme o próprio piloto admitiu neste domingo (18)

O jovem de 22 anos, então correndo pela equipe da Snipers Kalex, na categoria Moto2, puxou deliberadamente o freio dianteiro do compatriota Stefano Manzi, da Forward Suter, durante disputa por posição no GP de San Marino e Riviera de Rimini.

Com isso, além de suspenso até fevereiro, teve retirada a licença para pilotar da federação italiana da modalidade, acabou demitido e ainda teve contrato com a escuderia que defenderia em 2019, cancelado.

Em texto publicado no Facebook, Fenati admitiu que tem tentado ficar longe dos holofotes e sem se envolver em polêmicas, mas, que há dois dias, acabou sendo flagrado dirigindo acima da velocidade permitida. A justificativa do jovem foram problemas familiares.

"Na sexta-feira, me telefonaram do hospital de Ancona, onde meu avô está lutando pela vida. Operaram o coração dele, uma cirurgia difícil e complicada. Após a intervenção, houve complicações e me ligaram, para comparecer urgentemente lá", explicou.

Romano Fenati puxa freio de rival - Reprodução - Reprodução
Fenati foi demitido após acionar o freio de Stefano Manzi, no GP de San Marino
Imagem: Reprodução

Fenati ainda explicou que admitiu a infração para os agentes que o pararam e apenas pediu para que fosse multado rapidamente. Segundo a versão do piloto, ao invés disso, se irritou com o tratamento que recebeu, antes de receber a notificação da multa, de 80 euros (R$ 342,23).

"Me irritei com o tratamento que recebi. Fiquei travado, em uma conversa em tom alto, quase irreal. Como posso me defender, se sou Romano Fenati e, cada vez que acontecer alguma coisa, nunca terei defesa?", indagou o jovem, que voltará no próximo ano à Moto3, no texto.

Antes de acionar o freio de Stefano Manzi, Fenati já era conhecido por provocar rivais durante as corridas. Na volta de apresentação do GP da Argentina, da Moto3, em abril de 2015, o italiano chegou a chutar a motocicleta do rival Niklas Anjo. Momentos antes, ele ainda havia provocado o finlandês, o fazendo gestos para que ele se aproximasse. Quando os dois se alinharam para a largada, Fenati ainda desligou a moto do adversário, o impedindo de largar. 

Esporte