PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Irritado com acidente, Alonso diz que Hülkenberg precisa "saber largar"

Fernando Alonso sofre acidente na primeira volta do GP da Bélgica - REUTERS/Francois Lenoir
Fernando Alonso sofre acidente na primeira volta do GP da Bélgica Imagem: REUTERS/Francois Lenoir

26/08/2018 13h38

O espanhol Fernando Alonso (McLaren), que abandonou o Grande Prêmio da Bélgica neste domingo após ser atingido na largada pelo alemão Nico Hülkenberg (Renault), fez críticas ao adversário e disse esperar que os comissários da prova, disputada em Spa-Francorchamps, tomem alguma decisão.

"Ninguém bate de propósito, mas é preciso saber largar", disse Alonso, que revelou estar frustrado pela saída precoce da prova.

Ainda na adrenalina do acidente, o bicampeão mundial lembrou um incidente similar ocorrido na largada do Grande Prêmio da Bélgica de 2012, provocado pelo francês Romain Grosjean, então na Lotus.

"Naquela ocasião, Grosjean foi penalizado (com a suspensão) em uma corrida. Veremos o que os comissários vão decidir", disse.

Alonso comemorou o fato de todos os envolvidos no acidente terem saído ilesos da forte batida, mas reiterou as críticas a Hülkenberg, que largava no fim do grid após uma troca de motor e perdeu o ponto da freada na primeira curva, atingindo a traseira da McLaren do espanhol, que voou por cima da Sauber de Charles Leclerc.

"É difícil entender algumas manobras, como as largadas, sobretudo quando você sai tão atrás e tem todos na sua frente. Felizmente, estamos todos bem. Isso é o importante", disse o espanhol.

Grande defensor do halo, Alonso comemorou o fato de o equipamento ter protegido Leclerc, que poderia ter sido diretamente atingido pela McLaren do espanhol sem a presença da haste.

"Ele funciona bem e protege bastante", disse Alonso.

O piloto da McLaren, que deixará a Fórmula 1 no fim da temporada, também comentou as hipóteses da equipe no Grande Prêmio da Itália, em Monza. As expectativas, porém, não são nada positivas.

"Não seremos competitivos, mas esperamos que ninguém nos jogue para frente", disse Alonso, alfinetando mais uma vez Hülkenberg.

Fórmula 1