PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Everton demite técnico após ser goleado e entrar na zona de rebaixamento

23/10/2017 13h50

Londres, 23 out (EFE).- O Everton demitiu o técnico holandês Ronald Koeman nesta segunda-feira, um dia depois que a equipe foi goleada pelo Arsenal por 5 a 2 no estádio Goodison Park, em Liverpool, e entrou na zona de rebaixamento do Campeonato Inglês.

Os 'Toffees' investiram mais de 140 milhões de libras (R$ 594 milhões) em reforços na última janela de transferências, em julho e agosto, mas, com a derrota deste domingo em casa, caiu para a antepenúltima colocação da 'Premier League', com oito pontos.

"O Everton Football Club pode confirmar que Ronald Koeman deixou o clube. O presidente, Bill Kenwright, a diretoria e o acionista majoritário, Farhad Moshiri, querem expressar a sua gratidão com Ronald por tudo que fez pelo clube nos últimos 16 meses e por guiar à equipe à sétima posição na última campanha na 'Premier League'", disse o clube inglês em comunicado.

Não é apenas a campanha ruim no campeonato nacional que pesou contra o holandês. Na Liga Europa, o Everton também não vai bem e segura a lanterna do grupo E, que tem ainda Atalanta, Lyon e Apollon Limassol, do Chipre.

Koeman é o terceiro técnico demitido na 'Premier League' nesta temporada. Antes, seu compatriota Frank de Boer havia deixado o Crystal Palace, e o inglês Craig Shakespeare, o Leicester.

Esporte