PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Torcedor do Rapid Viena ficará preso por 18 meses devido saudação nazista

22/08/2017 12h01

Viena, 22 ago (EFE).- Um torcedor do Rapid Viena foi condenado a 18 meses de prisão, por ter feito saudação nazista durante jogo realizado na capital da Áustria há pouco mais de uma semana, veiculou nesta terça-feira a imprensa local.

O ato aconteceu durante o jogo do Rapid, uma das mais tradicionais equipes do país, contra o Admira Wacker, pelo Campeonato Austríaco, no Allianz Stadion, em Viena.

O condenado não teve a identidade divulgada. Segundo jornais locais, se trata de um homem de 39 anos, atualmente desempregado e pai de cinco filhos. No julgamento, o torcedor disse não ter pensado "em nada" ao fazer a saudação, e garantiu ter bebido antes da partida.

Na audiência, ele garantiu estar arrependido e que sabia não ter sido um "bom gesto". O juiz que avaliou o caso, no entanto, destacou que a ação não foi casual ou acidental, devido tatuagem na mão direita do réu, que se referia a saudação "Heil Hitler".

Esporte